Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Mercedes-Benz GLS ganha nova dianteira e esbanja V8 de até 620 cv

Com mudanças leves, SUV de sete lugares da Mercedes se renova um pouco esteticamente e tem apoio de eletrificação leve em desempenho abundante

Por Eduardo Passos
4 abr 2023, 17h18

A Mercedes-Benz segue atualizando seu catálogo de SUVs a combustão, e agora foi a vez do refinado GLS ganhar novidades. Desde as versões mais baratas até o Mercedes-AMG, esportivo, e o Mercedes-Maybach, altamente luxuoso, o utilitário está de cara nova e com atualizações técnicas notáveis.

O jeito mais fácil de identificar um novo Mercedes GLS nas ruas é olhando para a grade frontal do carro. As duas barras horizontais da linha foram aposentadas, e agora são quatro as réguas que cruzam a entrada de ar e circundam o emblema da alemã. São formas mais elegantes, que trazem o estilo do utilitário para perto de modelos mais novos, com linhas esbeltas.

Atualização deve chegar eventualmente ao Brasil
Atualização deve chegar eventualmente ao Brasil (Divulgação/Mercedes-Benz)

Também houve alterações pontuais no para-choque dianteiro, com mudanças de cor e revestimento da peça. Dessa forma, o visual do GLS AMG 63 acaba se aproximando dos irmãos menos esportivos, à exceção, claro, da grade Panamericana que segue presente.

Grade Panamericana seguiu inalterada e
Grade Panamericana seguiu inalterada e “amaciou” mudanças no AMG GLS 63 (Divulgação/Mercedes-Benz)

No caso do pomposo Mercedes-Maybach GLS 600, uma mudança importante: os sensores de automação veicular foram passados para a frente da grade, impondo um quadrado negro que chama atenção bem no “nariz” do veículo. O para-choque dianteiro é bem distinto, e trazem conjunto de luzes que, de longe, lembram cristais e, de perto, revelam o emblema da divisão de luxo da Mercedes.

Continua após a publicidade
No Mercedes-Maybach chama atenção o quadrado que aloja sensores de automação veicular
No Mercedes-Maybach chama atenção o quadrado que aloja sensores de automação veicular (Divulgação/Mercedes-Benz)

Atrás, a mudança de toda a família foi ainda mais discreta, sem mudanças nos formatos de lâmpada ou qualquer parte da carroceria. O que fica mais notável é uma nova assinatura luminosa, com formas geométricas preenchidas pela luz vermelha ao invés de serem vazadas, como na linha anterior.

Interior do Mercedes-Benz GLS 2023
Interior do Mercedes-Benz GLS 2023 (Divulgação/Mercedes-Benz)

Por dentro, os modelos convencionais mudaram ainda menos, com novidades mais ligadas à oferta de diferentes acabamentos, por exemplo. Também há tecnologias como uma interface off-road — que exibe dados de inclinação em diferentes eixos do veículo — e uma função de capô transparente, que projeta, com base nas câmeras externas, onde as rodas dianteiras passarão.

Versão AMG já eleva nível de conforto e luxo interno
Versão AMG já eleva nível de conforto e luxo interno (Divulgação/Mercedes-Benz)

O GLS AMG ganhou, entre equipamentos de série, um pacote farto, que inclui novo ronco do escapamento, novo sistema de som e assentos dianteiros com ventilação e aquecimento. Ainda mais importante é a atualização do software que comanda a suspensão adaptativa, com promessa de que essa está mais eficiente na compensação da rolagem da carroceria. Os novos códigos também valem para outros sistemas dinâmicas, como o bloqueio eletrônico do diferencial traseiro e a distribuição de tração nas quatro rodas.

Continua após a publicidade
Que atinge seu ápice com o Mercedes-Maybach
Que atinge seu ápice com o Mercedes-Maybach GLS (Divulgação/Mercedes-Benz)

Há anos em um nível estupendo de luxo, a versão Maybach teve mudanças apenas no padrão do estofamento dos bancos. Seguem itens de série o conjunto de cinco telas (incluindo três para os passageiros de trás), poltronas reclináveis, sistema de som Hi-Fi e teto solar panorâmico, entre outros mimos.

O utilitário conta V8 4.0 biturbo, que rende 565 cv e 74,4 Nm. Com o incremento de um sistema híbrido leve, é possível contar, por alguns instantes, com 22 cv e 25,5 Nm extras, que ajudam, por exemplo, a levá-lo de 0 a 100 km/h em 4,2 s.

Versão de alto luxo ainda se destaca pelo teto em tons champanhe
Versão de alto luxo ainda se destaca pelo teto em tons champanhe (Divulgação/Mercedes-Benz)

O esportivo Mercedes-AMG GLS 63 conta com V8 4.0 biturbo semelhante, mas capaz de entregar até 620 cv e 87,6 kgfm. Também há o mesmo sistema 48 V do Maybach, com pico extra de 22 cv e 25,5 Nm.

Continua após a publicidade

As versões convencionais do GLS trazem ampla oferta de motores em diferentes mercados europeus, seja a diesel ou gasolina. O modelo de entrada, Mercedes-Benz GLS 450, não passa necessidade: seu 3.0 turbo entrega 386 cv e 51,0 kgfm, também com o empurrão extra por ser um MHEV.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.