Clique e assine por apenas 8,90/mês

Kwid, Polo, Toro: carros que teriam nota pior na nova regra do Latin NCAP

A maioria dos modelos manteria o mesmo número de estrelas, mas alguns perderiam, segundo estimativa feita por QUATRO RODAS

Por Daniel Telles - Atualizado em 20 set 2019, 18h33 - Publicado em 20 set 2019, 18h31
Novo protocolo do Latin Ncap entra em vigor no ano que vem Latin NCAP/Divulgação

O novo protocolo do Latin NCAP começa a valer apenas no ano que vem. Mas como se sairiam os carros com base no novo modelo?

O resultado exato é um mistério, pois os procedimentos futuros vão exigir provas que muitos modelos que já passaram pela instituição não fizeram.

Entre eles está a colisão lateral, colisão contra poste, teste do ESC e avaliação de frenagem autônoma de emergência.

Por conta disso, QUATRO RODAS tomou como base os equipamentos que os modelos oferecem em diferentes versões para estimar a pontuação “corrigida” de proteção para adultos e crianças seguindo as futuras regras.

A ausência de ESC em todas as versões, por exemplo, implicará automaticamente em uma estrela em 2020 e zero a partir de 2021. Este é o caso dos pacotes atuais de Renault Kwid e Nissan March.

Kwid obteve três estrelas na proteção para adultos e crianças no protocolo de 2016 Latin NCAP/Divulgação

A proteção para crianças exige a adoção do sistema Isofix para fixação de cadeirinhas, algo que o Fiat Mobi nacional não tem — apesar da versão vendida na Argentina do hatch disponha de tal recurso.

Por outro lado, modelos que já ofertam AEB (frenagem autônoma de emergência) em pelo menos uma versão se beneficiarão das novas regras.

O Latin NCAP exigirá que o sistema seja implementado, gradualmente, por toda a gama de cada carro. Até 2021 os modelos que desejam ter cinco estrelas precisam ter 50% do volume produzido com oferta de AEB.

Confira a lista abaixo, baseada nos modelos testados de 2016 para cá (período do atual protocolo) e que ainda são vendidos como zero-quilômetro.

Modelo Estrelas no protocolo 2016 Projeção de estrelas no protocolo 2020
 

Chevrolet Onix Plus

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

Chevrolet Cruze

 

5 (adultos)

4 (crianças)

 

5 (adultos)

4 (crianças)

 

Chevrolet Onix Joy

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

3 (crianças)

 

1 (adultos)

1 (crianças)

 

Fiat Argo/Cronos

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

1 (adultos)

4 (crianças)

 

Fiat Toro

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

3 (adultos)

4 (crianças)

 

Fiat Mobi

 

1 (adultos)

2 (crianças)

 

0 (adultos)

0 (crianças)

 

Ford Ka

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

1 (adultos)

4 (crianças)

 

Ford Ranger

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

2 (adultos)

4 (crianças)

 

Mitsubishi Eclipse Cross

 

5 (adultos)

3 (crianças)

 

5(adultos)

3 (crianças)

 

Nissas Frontier

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

3 (adultos)

4 (crianças)

 

Nissan March

 

1 (adultos)

2 (crianças)

 

0 (adultos)

2 (crianças)

 

Nissan Kicks

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

3 (adultos)

4 (crianças)

 

Peugeot 208

 

2 (adultos)

3 (crianças)

 

1 (adultos)

3 (crianças)

 

Renault Sandero/Logan

 

1 (adultos)

3 (crianças)

 

1 (adultos)

3 (crianças)

 

Renault Kwid

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

3 (crianças)

 

0 (adultos)

3 (crianças)

 

Renault Captur

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

3 (crianças)

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

3 (crianças)

 

Toyota Hilux/SW4

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

4 (adultos)

5 (crianças)

 

Toyota Etios

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

Toyota RAV 4

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

Toyota Yaris

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

4 (adultos)

Continua após a publicidade

4 (crianças)

 

VW T-Cross

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

VW Fox

 

3 (adultos)

Continua após a publicidade

3 (crianças)

 

0 (adultos)

3 (crianças)

 

VW Virtus

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

4 (adultos)

5 (crianças)

 

VW Polo

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

4 (adultos)

5 (crianças)

 

VW Golf

 

5 (adultos)

5 (crianças)

 

5 (adultos)

5 (crianças)

A grande maioria deles teoricamente manteria suas estrelas. Uma das poucas mudanças aconteceria, que não atingiria pontuação suficiente para manter sua única estrela recebida no quesito passageiro criança.

Já Hilux/SW4, Virtus e Polo não atingiriam as cinco estrelas devido à ausência de AEB (para a Hilux/SW4) e falta de seis airbags para os Volkswagen.

O T-Cross é um dos modelos que provavelmente manteria suas 5 estrelas Latin NCAP/Divulgação

No caso dos modelos da Volks, porém, a oferta da frenagem autônoma é fácil de ser adotada: as versões europeias de T-Cross e Polo já dispõe do sistema, assim como os seis airbags para o hatch.

Por outro lado, RAV4, Eclipse Cross, T-Cross, Cruze, Golf e o novíssimo Onix Plus manteriam suas notas máximas.

O novo Hyundai HB20, porém, não é capaz de obter cinco estrelas nem pelo protocolo atual, já que ele não oferece airbags laterais de série em todas as versões e o alcance do ESC é restrito na gama.

Vale lembrar que essa é uma projeção que tem como base os resultados obtidos pelos carros nos testes do Latin NCAP ainda sob o protocolo de 2016.

Modelos no primeiro procolo iriam ainda pior: o Volkswagen Up, um dos primeiros nacionais a obter a pontuação máxima, em 2014, iria zerar se testado sob as normas de 2020.

*Colaborou Rodrigo Ribeiro.

Publicidade