Clique e assine com até 75% de desconto

Hyundai Tucson N Line será SUV esportivado com até 261 cv

Mesmo que as mudanças sejam estéticas, Tucson N Line pode ser o antecessor de um SUV realmente esportivo da coreana

Por Eduardo Passos Atualizado em 10 nov 2020, 19h40 - Publicado em 10 nov 2020, 19h39
Quem sabe o N Line não é o prenúncio de um Tucson realmente esportivo? Divulgação/Hyundai

O novo Tucson nem chegou ao Brasil e já rendeu elogios por seu design e atributos. Agora a coreana quer causar ainda mais inveja aos brasileiros com a versão ‘quase-esportiva’ do SUV, antecipada por teasers agora mas prevista para ser lançada apenas em meados do ano que vem.

Batizado de Tucson N Line, o modelo tem o ‘dedo’ da divisão esportiva da montadora, que pretende dar esse toque também ao Sonata, além de criar versões verdadeiramente esportivas do Veloster e do Elantra.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Sem revelar muita coisa, a Hyundai destacou que o SUV especial contará com detalhes externos mais “agressivos”, além de pinturas e rodas exclusivas. Alguns desses detalhes já perceptíveis são o para-choques dianteiros e traseiros levemente modificados, além do escapamento duplo.

Mesmo sem fotos do interior, é possível arriscar que o Tucson N-Line também contará com acessórios comuns à linha N, como bancos e volantes esportivos e pedais de alumínio.

Continua após a publicidade
O Tucson N Line faz parte da linha 2022 do SUV Divulgação/Hyundai

Tudo isso, porém, é apenas estético, já que o utilitário trará as mesmas opções de motorização das outras versões do Tucson, com unidades de força híbridas ou convencionais.

Se a Hyundai equipá-lo com o motor a gasolina, terá à disposição um 2.5 com 187 cv de potência e apenas 24,6 kgfm de torque. Já a opção híbrida plug-in (recarregável na tomada) entrega 261 cv e 31 kgfm. 

A fabricante coreana tem três opções de motor, híbridos ou não, para colocar sob esse capô Divulgação/Hyundai

O meio termo entre ambos é o motor híbrido com bateria que não pode ser recarregada em tomadas, que gera 227 cv e 27 kgfm. Ambos os híbridos têm o motor elétrico funcionando em conjunto a uma unidade 1.6 a gasolina que, isoladamente, entrega 180 cv.

É importante ressaltar que essas opções de motor já são uma atualização em relação ao Tucson 2021 recém-lançado. O N Line faz parte da linha 2022 do modelo, com chegada prevista para o segundo trimestre do ano que vem. A unidade híbrida plug-in, especificamente, chega no trimestre seguinte – durante o inverno brasileiro.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade