Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

GWM adia início da produção nacional para 2025 com Haval H6 flex

Fabricante mudou planejamento e só terá produção pré-série em Iracemápolis (SP) ao longo de 2024

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 6 jun 2024, 13h08 - Publicado em 6 jun 2024, 12h39

Faz três anos que a GWM comprou a antiga fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP), mas o início da produção no local foi adiada mais uma vez, para o primeiro semestre de 2025. A informação foi divulgada durante encontro do fundador e chairman da GWM, Jack Wey com o vice-presidente do Brasil, Geraldo Alckmin, em Pequim, na China.

Outra confirmação foi de que o SUV GWM Haval H6 será o primeiro carro da fabricante chinesa fabricado no Brasil. Não foi informado qual das quatro versões do modelo à venda hoje será nacionalizada primeiro, mas declarações anteriores da fabricante indicavam que todos os GWM fabricados no Brasil teriam motor flex.

GWM Haval H6 PHEV19
GWM Haval H6 PHEV19 (Divulgação/GWM)

Em seu planejamento original, a GWM previa o início das operações da fábrica de Iracemápolis para 1° de maio deste ano, com a fabricação local da picape híbrida Poer – cujo lançamento no Brasil também foi adiado.

Mas a volta do imposto de importação para veículos eletrificados fez a GWM alterar seus planos, para não comprometer seu volume de vendas. Isso porque o Haval H6 foi lançado há um ano e já teve 17.594 unidades emplacadas até maio. A intenção da empresa é ter oito modelos fabricados no Brasil até o final do seu primeiro ciclo de investimentos no Brasil, que contempla R$ 10 bilhões até 2032.

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by Quatro Rodas (@quatro_rodas)

De acordo com a GWM, as primeiras contratações de funcionários que serão responsáveis pela fabricação dos veículos acontecerão nos próximos meses, bem como os treinamentos. Isso porque pelo menos a produção pré-série dos Haval H6 nacionais começará ainda em 2024. O objetivo será testar e ajustar a linha de montagem e verificar os processos de manufatura e de controle de qualidade antes do início da produção em série, que terá início em 2025.

Uma coisa que a GWM já havia adiantado é que o Haval H6 não terá alterações visuais quando se tornar nacional. Na verdade, o compromisso da fabricante é só fazer alterações no modelo em 2026.

Continua após a publicidade
HAVAL-Lineup
(Divulgação/GWM)

O GWM Haval H6 acaba de receber uma nova versão híbrida plug-in sem tração integral, chamada PHEV19. Esta combina o motor 1.5 turbo a gasolina com apenas um motor elétrico e tem tração 4×2. Ainda assim, tem 326 cv e 53 kgfm, e sua bateria tem 19 kWh. Custa R$ 229.000.

Compartilhe essa matéria via:

Acima dele estão os Haval H6 PHEV34, com a adição de um motor elétrico traseiro (para ter tração integral) chegando aos 393 cv e 77,7 kgfm. Sua bateria tem 34 kWh. Custa R$ 279.000, enquanto o Haval H6 GT com a mesma mecânica custa R$ 315.000.

A versão de entrada, de R$ 214.000, é a HEV2, com motor 1.5 turbo a gasolina a um elétrico. Juntos, os motores rendem 234 cv e 54 kgfm. Por ser um híbrido pleno, dispensa a recarga externa da sua bateria com apenas 2 kWh.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.