Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

GM enfrenta processo por possível fraude de emissões do Cruze diesel nos EUA

Sedã estaria emitindo mais óxido de nitrogênio (NOx) do que o permitido por lei

Por Diego Dias Atualizado em 23 nov 2016, 21h16 - Publicado em 28 jun 2016, 14h48
Cruze diesel
Cruze diesel 

O escândalo de emissões de veículos a diesel (conhecido por dieselgate) no qual a Volkswagen se envolveu no ano passado nos EUA despertou as atenções das autoridades para possíveis fraudes em outras montadoras que vão além das fronteiras da Europa. Agora, as investigações acerca de testes emissões podem chegar a fabricantes dos Estados Unidos, a exemplo da General Motors (GM).

LEIA MAIS:

>> Por dieselgate, Ministério abre processo contra VW do Brasil

>> Mitsubishi admite fraudes em testes de consumo de mais de 600 mil carros

Continua após a publicidade

>> Fiat é suspeita de fraude em motores diesel na Europa

Segundo a publicação do jornal The Detroit News, um escritório de advocacia em Seattle está movendo um processo contra a GM por alterar os índices de emissões de poluentes do motor diesel do Chevrolet Cruze. O processo tramita na Califórnia. Segundo os autores da acusação, o Cruze diesel estaria emitindo óxido de nitrogênio (NOx) acima do permitido por lei e, assim como no caso da Volkswagen, o sedã estaria equipado com um software manipulador que detecta quando está passando por testes de emissões em laboratório. Dessa forma, ele alteraria o comportamento do motor 2.0 turbodiesel de 153 cv e 36,5 mkgf de torque para “mascarar” os reais índices de emissões do carro.

Cruze diesel
Cruze diesel 

Vale lembrar que esse motor 2.0 diesel que equipa o Cruze tem origem Opel, braço europeu do grupo na Europa. Nos autos do processo, consta um relatório de um grupo ambientalista alemão que afirma que a marca Opel utiliza um dispositivo que desativa alguns controles de poluição em determinadas velocidades e temperaturas neste propulsor.

O escritório requer da GM uma indenização e a recompra dos veículos. Em contrapartida, a General Motors se defendeu e desmente todas as acusações. “Estas alegações são infundadas e vamos nos defender vigorosamente. A GM garante que o Chevrolet Cruze turbo diesel está em conformidade com todos as normas de emissões estabelecidas pelo Governo dos Estados Unidos”.

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês