Clique e assine com até 75% de desconto

Futuro nacional, Toyota Yaris chega na segunda metade de 2018

Hatch premium será fabricado em Sorocaba e terá motor 1.5

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 11 out 2017, 13h26 - Publicado em 25 set 2017, 15h56
Compacto, o Yaris será fabricado em Sorocaba junto com o Corolla Divulgação/Toyota

A Toyota anunciou na tarde desta segunda-feira, 25, um investimento de R$ 1.6 bilhão. São R$ 600 milhões para a ampliação da fábrica de motores de Porto Feliz (SP) e R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba (SP).

A maior parcela do investimento será empregada na compra de ferramental e de equipamentos para a produção do Yaris a partir do segundo semestre de 2018.

Yaris ocupará a lacuna entre o Etios e o Corolla Divulgação/Toyota

O compacto premium terá a missão de preencher a lacuna entre o Etios, carro de entrada da Toyota, e o médio Corolla. Ocupará, portanto, a faixa de preço entre R$ 60.000 e R$ 80.000 (na versão sedã, ele tem o porte de um Honda City).

O Yaris sedã, que deverá estrear alguns meses depois do hatch,  é bastante popular em países asiáticos como Tailândia e Malásia. Tem 4,43 m de comprimento, 1,73 m de largura e 2,55 m de entre-eixos. Como referência, o Honda City tem 4,45 m, 1,69 m e 2,60 m, respectivamente.

Por aqui, o Toyota Yaris usará o motor 1.5 16V Dual VVTi de 107 cv e 14,7 mkgf. O motor 1.8 Dual VVTi de 144 cv e 18,4 mkgf também é citado. Contudo, o Yaris deverá receber o câmbio CVT do Corolla, em vez do automático de quatro marchas usado pelo Etios.

Na Tailândia, ele vem com ESP, ar-condicionado digital e lanternas de led
Versão sedã do Yaris já está à venda na Tailândia divulgação/Toyota

Mas fabricante japonesa divulgou apenas imagens do Yaris hatch. Parece ter sido proposital: o anúncio do modelo foi feito justamente no dia do lançamento do novo Polo, um dos seus futuros grandes concorrentes.

Continua após a publicidade

Outros rivais serão Ford Fiesta, Peugeot 208, Fiat Argo e Honda Fit.

Por conta dos preços que serão praticados pelo Yaris, o Etios tende a perder as versões topo de linha Platinum no próximo ano. Já o Corolla perde a versão de entrada 1.8 GLi (forte nas vendas a PCD, com bancos de tecido), no final deste ano.

Estilo segue o dos lançamentos mais recentes da Toyota
Sedã tailandês tem luzes diurnas de leds que o nacional, aparentemente, não terá divulgação/Toyota

Em 2019, chega à nova geração do Corolla, feita na plataforma modular TNGA. A data bate com a previsão de aumento da produção de motores na fábrica de Porto Feliz . 

Fábrica de motores de Porto Feliz terá capacidade produtiva aumentada até 2019 Divulgação/Toyota

A unidade inaugurada em maio de 2016 produz, a um ritmo de 108 mil unidades/ano, as versões flex e a gasolina dos motores 1.3 e 1.5 Dual VVTi, que equipam os Etios vendidos no Brasil e exportados.

Com a ampliação, a capacidade será ampliada para 174 mil motores por ano, mas apenas a partir do segundo semestre – justamente para quando está previsto o lançamento da próxima geração do Corolla, que deverá receber versão turbo do motor 1.5.

QUATRO RODAS já andou na versão sedã do novo Toyota Yaris. Você confere nossas impressões na edição 700 da revista, que já está nas bancas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade