Clique e assine por apenas 8,90/mês

Com 830 cv, Lamborghini Essenza SCV12 tem o último V12 sem ajuda elétrica

Motor V12 de 6,5 marca o fim dos superesportivos da Lamborghini sem ajuda de motores elétricos

Por Renan Bandeira - Atualizado em 29 jul 2020, 14h51 - Publicado em 29 jul 2020, 14h38
Divulgação/Lamborghini

Os motores V12 aspirados, que equiparam os principais modelos da Lamborghini desde sua inauguração, em 1963, estão com os dias contados.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A partir de agora, os grandes motores da fabricante italiana serão auxiliados por motores elétricos, como ocorre no Sián – primeiro veículo da marca italiana com tecnologia híbrida.

Divulgação/Lamborghini

No entanto, antes que os modelos da empresa passem a adotar a hibridização, a Lamborghini que encerrar essa fase com o lançamento do Essenza SCV12.

Continua após a publicidade
Divulgação/Lamborghini

Se trata de um superesportivo com produção limitada, pensado para as pistas e que homenageará todos os V12 da marca sendo o mais potente da história.

Divulgação/Lamborghini

Este novo V12 6.5 gera 830 cv de potência e será combinado com transmissão sequencial de seis velocidades.

A estrutura do veículo é toda em fibra de carbono e, de tão rígida, dispensa o uso de rollcage para cumprir as normas de segurança da FIA. O Essenza ainda tem pacote aerodinâmico que aumenta a pressão aerodinâmica a ponto de ele ter mais tração que um carro da categoria GT3.

Divulgação/Lamborghini

O visual é inspirado nos protótipos de corrida da década de 1970, segundo a marca. No entanto, os faróis alojados na parte inferior dos pára-choques e extensão da traseira do modelo, mostram uma leve semelhança com os Porsche 935.

Continua após a publicidade
Divulgação/Lamborghini

Por dentro, o veículo tem cockpit de corrida com todos os acionamentos próximos do motorista. O volante de competição carrega mais botões e cluster digital com medidores integrados, mantendo tudo sob o controle do condutor.

Divulgação/Lamborghini

Ainda não há informações sobre seu lançamento e preço. Porém, das 40 unidades que serão fabricadas, uma já tem dono: a própria Lamborghini – que deverá levar o superesportivo aos seus eventos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Arte/Quatro Rodas
Publicidade