Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Em Belo Horizonte, “Rua do Inferno” tem vários Fiat Marea abandonados

Vídeo mostra Marea, Weekend e Brava aglomerados na mesma rua e todos eles seriam de um morador

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 25 dez 2020, 20h24 - Publicado em 2 out 2020, 17h23

rua do inferno

A vizinhança da Rua Expedicionários, em Belo Horizonte, pode até já ter se acostumado, mas chama atenção a quantidade de Fiat Marea parada junto das calçadas. São seis ao todo e a maioria aparenta não estar em condições de sair andando por aí.

A aglomeração inusitada redeu até o apelido de “Rua do Inferno” em vídeo de Diego Miranda Araújo que circula nas redes sociais. E, claro, o apelido não vem da ladeira íngreme.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 6.90

Ele mostra a rua desde o início, onde o primeiro carro é um Marea Weekend ELX 1999, cujo motor é o famoso 2.0 20V Fivetech, de cinco cilindros e 142 cv. Do outro lado da rua há um Marea SX, sedã, mas com o mesmo motor.

Continua após a publicidade

Mais para cima há outros três sedãs, aparentemente da versão HLX e da mesma época. Até que aparece um hatch Brava para quebrar a sequência. Por fim, um vermelho e rebaixado, único que aparenta estar operante.

  • No vídeo, Diego explica que não há uma oficina especializada em Marea ali. Todos eles pertencem a um morador que parece gostar muito do carro mais tecnológico que a Fiat já fez no Brasil. Mas certamente o proprietário é amigo de algum mecânico.

    O mais curioso é que os Fiat Marea estão se multiplicando. De acordo com o Google Street View, em abril de 2019 havia apenas três Marea ali. Em agosto de 2018, dois já estavam em suas respectivas vagas e um outro Marea Weekend, que desaparece, ficava do outro lado da rua.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade