Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Peugeot 208 e-GT: 70 fotos mostram o refinamento da versão elétrica

Imagens do fotógrafo Fernando Pires mostram detalhes do hatch compacto em sua versão mais equipada, mais luxuosa, mais esportiva e elétrica

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 10 set 2020, 01h50 - Publicado em 9 set 2020, 16h26
Grade tem elementos na cor da carroceria Fernando Pires/Quatro Rodas

Pode até não parecer porque o design não é tão exótico como usual, mas o Peugeot 208 amarelo das fotos é elétrico. Trata-se do 208 e-GT, que já pode ser encomendado nas concessionárias da marca – desde que o interessado não se importe por não saber o preço, nem em ter que esperar alguns meses pelo carro.

Equipada com motor elétrico de 134 cv e 26,5 kgfm, a versão será a única importada da França – o 208 1.6 flex é fabricado na Argentina – e as primeiras unidades só desembarcarão no Brasil no início de 2021. E pode anotar: custará (bem) mais de R$ 200.000.

  • A origem garante que o Peugeot 208 elétrico seja o único por aqui idêntico aos carros vendidos na Europa. Isso resulta em lista de equipamentos e materiais de acabamento claramente melhores.

    Nós exploramos todas essas diferenças nas dezenas de fotos exclusivas que você confere a seguir.

    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Por ser importado da França, elétrico tem para-choque traseiro diferente Fernando Pires/Quatro Rodas
    208 elétrico tem 136 cv Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Teto, aerofólio e retrovisores são sempre pintados de preto Fernando Pires/Quatro Rodas
    Suspensão do elétrico é 1 cm mais baixa Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Além das rodas aro 17, versão e-GT tem pneus mais largos Fernando Pires/Quatro Rodas
    Autonomia da bateria é de 340 km em ciclo WLTP Fernando Pires/Quatro Rodas
    Faróis são sempre full led no elétrico Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Só o elétrico tem lanternas de leds Fernando Pires/Quatro Rodas
    A Peugeot chama de 208 e-GT no Brasil, mas na Europa o nome é e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Versões com motor 1.6 não têm encosto traseiro bipartido Fernando Pires/Quatro Rodas
    Conjunto elétrico se passa por um motor a gasolina facilmente Fernando Pires/Quatro Rodas
    Só o e-208 GT tem painel todo emborrachado Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Teto solar panorâmico é padrão Fernando Pires/Quatro Rodas
    Bancos dianteiros têm formado e acabamento exclusivos Fernando Pires/Quatro Rodas
    Espaço interno não é prejudicado pelas baterias de 50kWh Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Só na versão elétrica há duas portas USB no banco traseiro Fernando Pires/Quatro Rodas
    Banco esportivo tem traseira rígida com bolsa de tela Fernando Pires/Quatro Rodas
    Elétrico tem ainda mais botões sob as saídas de ar centrais e parte deles são táteis Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Luzes no teto são pontos de leds Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Sensores de estacionamento dianteiros também são exclusivos do elétrico Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Versão elétrica é a única com visual esportivado Fernando Pires/Quatro Rodas
    Console do elétrico é o mesmo dos carros europeus Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Quadro de instrumentos tem outras funcionalidades Fernando Pires/Quatro Rodas
    Há três modos de condução: Eco, Normal e Sport Fernando Pires/Quatro Rodas
    Não há câmbio joystick nas versões flex Fernando Pires/Quatro Rodas
    Carregador sem fio de smartphone fica dentro de porta-objetos Fernando Pires/Quatro Rodas
    Central multimídia de 10 polegadas é exclusiva Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Botões comandam os assistentes autônomos Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade