Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Dez joias do design automotivo que ganharam nome próprio

Esses atributos de estilo são tão marcantes que foram batizados pelo próprio fabricante

Por por Redação Atualizado em 29 dez 2017, 16h40 - Publicado em 11 out 2016, 17h58

Nariz Inclinado e rabo de baleia (Porsche)

Porsche 911S
reprodução/Internet

A Porsche lançou nos anos 80 o kit Slantnose para o 930 (como era chamado o 911 Turbo). Inspirado no 935 de corrida e com menos de 950 unidades, hoje é objeto de cobiça dos fãs. O mesmo modelo deu origem ao spoiler traseiro Whale Tale, marca registrada dos Turbo.

 

Martelo de Thor (Volvo)

Farol Volvo
reprodução/Divulgação

Os faróis da Volvo com a linha de leds que forma uma letra T foram inspirados no formato do martelo usado por Thor, o deus nórdico do trovão. É a nova referência da marca sueca desde o XC90, de 2014.

 

Duplo Rim (BMW)

BMW 328
reprodução/Divulgação

O 303 de 1933 (foto) foi o precursor da frente que está até hoje nos carros da BMW, que a batizou de duplo rim. A semelhança com os órgãos era ainda mais evidente nas grades verticais dos modelos mais antigos.

 

Spirit Of Ecstasy (Rolls)

Rolls-Royce Phantom 3
reprodução/Divulgação

Criada em 1908, a estatueta Espírito de Êxtase está no capô dos Rolls-Royce desde 1911. A ideia era associá-la ao silêncio dos seus carros, que por isso ganharam nomes de fantasmas (Ghost, Phantom, Wraith).

 

Cuore Sportivo (Alfa Romeo)

Alfa Romeo 8C
reprodução/Divulgação

Desde o 6C 2300 (1934), os Alfa ostentam a grade que lembra um coração. Aproveitando a semelhança, a marca criou a frase “Senza cuore, saremmo solo macchine (“Sem coração, seríamos só máquinas”).

Continua após a publicidade

 

Unidade de controle emocional

Chave Aston Martin
reprodução/Divulgação

Os Aston Martin hoje têm a chave em cristal batizada com o nome acima. Inserida no painel, ela funciona como botão de ignição: ao ser pressionada, faz surgir no painel o slogan da empresa: Power, Beauty e Soul.

 

Duplo Chevron (Citroën)

Duplo Chevron - Citroen
reprodução/Internet

Os dois vês invertidos da Citroën vieram da forma das engrenagens que revolucionou o mercado, comum em transmissões – o fundador, André Citroën, comprou a patente para usá-la em seus carros em 1919.

 

Angel Eyes (BMW)

BMW Série 5
reprodução/Internet

Os faróis Olhos de Anjo estrearam em 2000 no BMW Série 5 (geração E39). O sucesso foi tão grande na época que as lojas de acessórios logo começaram a comercializar kits para automóveis de outras marcas.

 

Grade Ferradura (Bugatti)

Bugatti Type 35
reprodução/Internet

Desde o Type 35 (foto), de 1924, todos os carros da francesa Bugatti têm a grade em forma de ferradura. Além de um belo recurso estilístico, deu sorte ao carro: até 1934, ele venceu mais de 2.000 corridas.

 

Nariz de Tigre (Kia)

Kia Tiger Nose
reprodução/Divulgação

Para aumentar a participação na Europa, a Kia contratou em 2006 o designer alemão Peter Schreyer, que modernizou a gama com o conceito Tiger Nose como linha mestra das grades dianteiras de seus veículos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade