Dez joias do design automotivo que ganharam nome próprio

Esses atributos de estilo são tão marcantes que foram batizados pelo próprio fabricante

Nariz Inclinado e rabo de baleia (Porsche)

Porsche 911S

 (reprodução/Internet)

A Porsche lançou nos anos 80 o kit Slantnose para o 930 (como era chamado o 911 Turbo). Inspirado no 935 de corrida e com menos de 950 unidades, hoje é objeto de cobiça dos fãs. O mesmo modelo deu origem ao spoiler traseiro Whale Tale, marca registrada dos Turbo.

 

Martelo de Thor (Volvo)

Farol Volvo

 (reprodução/Divulgação)

Os faróis da Volvo com a linha de leds que forma uma letra T foram inspirados no formato do martelo usado por Thor, o deus nórdico do trovão. É a nova referência da marca sueca desde o XC90, de 2014.

 

Duplo Rim (BMW)

BMW 328

 (reprodução/Divulgação)

O 303 de 1933 (foto) foi o precursor da frente que está até hoje nos carros da BMW, que a batizou de duplo rim. A semelhança com os órgãos era ainda mais evidente nas grades verticais dos modelos mais antigos.

 

Spirit Of Ecstasy (Rolls)

Rolls-Royce Phantom 3

 (reprodução/Divulgação)

Criada em 1908, a estatueta Espírito de Êxtase está no capô dos Rolls-Royce desde 1911. A ideia era associá-la ao silêncio dos seus carros, que por isso ganharam nomes de fantasmas (Ghost, Phantom, Wraith).

 

Cuore Sportivo (Alfa Romeo)

Alfa Romeo 8C

 (reprodução/Divulgação)

Desde o 6C 2300 (1934), os Alfa ostentam a grade que lembra um coração. Aproveitando a semelhança, a marca criou a frase “Senza cuore, saremmo solo macchine (“Sem coração, seríamos só máquinas”).

 

Unidade de controle emocional

Chave Aston Martin

 (reprodução/Divulgação)

Os Aston Martin hoje têm a chave em cristal batizada com o nome acima. Inserida no painel, ela funciona como botão de ignição: ao ser pressionada, faz surgir no painel o slogan da empresa: Power, Beauty e Soul.

 

Duplo Chevron (Citroën)

Duplo Chevron - Citroen

 (reprodução/Internet)

Os dois vês invertidos da Citroën vieram da forma das engrenagens que revolucionou o mercado, comum em transmissões – o fundador, André Citroën, comprou a patente para usá-la em seus carros em 1919.

 

Angel Eyes (BMW)

BMW Série 5

 (reprodução/Internet)

Os faróis Olhos de Anjo estrearam em 2000 no BMW Série 5 (geração E39). O sucesso foi tão grande na época que as lojas de acessórios logo começaram a comercializar kits para automóveis de outras marcas.

 

Grade Ferradura (Bugatti)

Bugatti Type 35

 (reprodução/Internet)

Desde o Type 35 (foto), de 1924, todos os carros da francesa Bugatti têm a grade em forma de ferradura. Além de um belo recurso estilístico, deu sorte ao carro: até 1934, ele venceu mais de 2.000 corridas.

 

Nariz de Tigre (Kia)

Kia Tiger Nose

 (reprodução/Divulgação)

Para aumentar a participação na Europa, a Kia contratou em 2006 o designer alemão Peter Schreyer, que modernizou a gama com o conceito Tiger Nose como linha mestra das grades dianteiras de seus veículos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s