Clique e assine por apenas 8,90/mês

Correio Técnico: quanto de peso um motor reduz tendo um cilindro a menos?

Motores de três-cilindros têm ganhado espaço no mercado nacional, além da menor quantidade de cilindros existem novos materiais em sua produção

Por Leonardo Barboza - Atualizado em 6 jul 2020, 18h27 - Publicado em 7 jul 2020, 07h00
Divulgação/Volkswagen

Quanto um motor perde de peso com um cilindro a menos? – Geraldo Cunha Carvalho Jr., São Luís (MA).

Aqui, nosso consultor foi o diretor da SAE Brasil Marco Colosio.

“Os motores de baixa capacidade cúbica, de 1.0 a 1.4, tão característicos no mercado brasileiro, tiveram grandes mudanças nos últimos anos, em vista da entrada dos três-cilindros.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Continua após a publicidade

Mas precisa-se entender de onde partiremos para essa comparação entre os motores quatro-cilindros e os três-cilindros.

A princípio, a redução de massa está em média entre 20 e 25%. A explicação na redução de peso não é pelo tamanho e a subtração de um cilindro, mas sim pelo tipo de material utilizado.

Os motores quatro-cilindros usavam blocos de ferro fundido, típicos de nosso mercado, enquanto nos de três cilindros já estão sendo utilizados blocos de alumínio proveniente de projetos mais recentes, o que certamente leva a uma redução de peso.

Outro ponto está na aplicação conforme a conveniência tecnológica de duplos comandos e de turbocompressores em alguns modelos. Isso tende a aumentar a massa do motor de três cilindros, se aproximando quase de um bloco de quatro cilindros antigo.”

Continua após a publicidade

Tem alguma dúvida? Mande sua pergunta para: correiotecnico@quatro-rodas.com.br

Publicidade