Clique e assine por apenas 8,90/mês

Com Urus, super-SUV de R$ 2,4 mi, Lamborghini quadruplica vendas no Brasil

Modelo foi responsável por 80% dos emplacamentos da marca no primeiro semestre de 2019, um salto de cinco para 20 carros vendidos

Por Leonardo Felix - 4 jul 2019, 18h02
O nome vem de uma raça de touro, porém parece mais um problema urinário Divulgação/Lamborghini

A importação de automóveis e comerciais leves caiu 9,6% no Brasil no primeiro semestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Mas nem todas as marcas estão chorando por uma eventual queda no volume de suas vendas. Uma, em especial, está é sorrindo à toa com um crescimento de 300% nos emplacamentos.

Estamos falando da Lamborghini. Representada no país pela importadora Via Italia, a marca italiana havia comercializado meros cinco carros nos primeiros seis meses de 2018.

Pois na metade inicial deste ano o número quadruplicou, indo a 20. Parece pouco, mas com o tíquete médio na casa dos milhões, a empresa não tem do que reclamar.

Continua após a publicidade

O responsável por tamanha alta foi o SUV Urus, que também vem fazendo sucesso em outros mercados.

Sozinho, ele foi responsável por dobrar as vendas globais da Lamborghini em 2019. Por aqui, monopolizou 16 dos 20 negócios fechados com carros da marca do touro até agora este ano.

“O Urus é um ‘super-SUV’ que tem desempenho e esportividade, mas também é mais alto e dá para usar no dia a dia. Por isso, ele atrai mais compradores do que um superesportivo comum”, avalia Francisco Longo, dono da Via Italia.

á espaço para crescer ainda mais? Longo acredita que não. “Acho que vai ficar mais ou menos por aí, entre 15 e 25 carros [por semestre]”, diz.

Continua após a publicidade

O Urus atualmente é oferecido a partir de R$ 2,4 milhões. Traz um motor 4.0 V8 de 650 cv e acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, atingindo velocidade máxima de 305 km/h.

Publicidade