As curiosidades e causos interessantes do sistema OnStar

Com quase nove meses de mercado, confira quais são as chamadas mais frequentes para o sistema, a quantidade de carros recuperados de furto e roubo, entre outros fatos interessantes

OnStar Cruze 2017

OnStar Cruze 2017

Lançado no final de setembro do ano passado no Cruze (mas existente nos EUA desde 2006), o sistema de concierge e assistente pessoal OnStar já tem quase nove meses de mercado. Segundo a General Motors (GM), há no Brasil 7.500 carros equipados com o sistema, dentre eles, Cruze, Cruze Sport6, Cobalt, S10, TrailBlazer e, mais recentemente, a nova geração do Cruze. Nesse curto espaço de tempo, o sistema já contabiliza histórias e curiosidades interessantes, confira algumas abaixo:

As chamadas mais frequentes para a central do sistema

De acordo com a GM, entre os chamadas mais frequentes para o OnStar estão os pontos de interesse com 26,5%, previsão do tempo (26%), informações gerais (17%), notícias (9%) e, surpreendentemente, horóscopo com 2% das chamadas mais solicitadas. A central recebe também chamadas com variáveis de acordo com a época, como solicitações de endereços de postos de vacinação contra gripe H1N1 e até chamadas mais inusitadas, como consultas de preços de passagens de aviões, marcar horário com manicure e, acredite, até cotar preço de geladeira na internet. Há também pedidos mais úteis, a exemplo do motorista que pede para o atendente ligar para determinada pessoa para avisá-la que a bateria acabou, que está preso num congestionamento, entre outros.

Utilização do OnStar pelos usuários

A marca divulga ainda alguns números em relação ao uso do sistema OnStar, que mostram que o consumidor brasileiro está receptivo na questão de novidades tecnológicas. Segundo a GM, 71% dos usuários do OnStar utilizam os serviços de concierge, 80% utilizam pelo menos algum canal de atendimento, 36,6% costumam usar os recursos do sistema pelo aplicativo do smartphone e apenas 16% consultam sua conta do OnStar (e demais funcionalidades) via computador.

Os custos do sistema após um ano de uso grátis

Como divulgado no lançamento do Cruze reestilizado em 2015, a marca divulgará os valores do OnStar apenas quando o sistema completar um ano de mercado, ou seja, no final de setembro deste ano. A fabricante apenas adianta que o sistema terá valores semelhantes aos das empresas de rastreamento do mercado, que cobram entre R$ 70,00 e R$ 120,00 por mês.

LEIA MAIS:

>> Novo Cruze parte de R$ 89.990 e chega a R$ 107.450 em três versões

>> Cumpre o que promete? Chevrolet OnStar

>> Tecnologias automotivas caras, mas que pouca gente utiliza

Quantidade de carros recuperados de furto e roubo

Desde que se tornou disponível, o sistema OnStar conseguiu recuperar 15 carros em casos de furto e roubo. Além disso, o tempo médio para recuperação do veículo é de duas horas e meia. Vale ressaltar que a legislação brasileira não permite que empresas recuperem o veículo – a tarefa fica a cargo da Polícia Militar. Dessa forma, a equipe do OnStar irá apoiar a polícia em todo o processo de recuperação. Ou seja, é necessário que o B.O (Boletim de Ocorrência) seja feito o quanto antes, pois qualquer ação, inclusive bloqueio e redução de velocidade, só pode acontecer sob orientação da Polícia Militar. Quanto antes o boletim for feito, maiores são as chances de recuperar o veículo.

OnStar Cruze 2017

Novidades do OnStar no novo Cruze

Entre os novos recursos introduzidos no novo Cruze, há sensores que agora são capazes de detectar a inclinação do veículo. Um exemplo prático seria a situação do veículo sendo guinchado, onde o sensor de inclinação detectaria alguma anormalidade e avisaria o proprietário via aplicativo. Além disso, há novos sensores que constatam se algumas das portas estão sendo forçadas (disponível para todos com o OnStar). Caso detecte isso, o dono do veículo também será avisado e poderá fazer a posterior verificação.

Outro recurso novo é alerta de valet, que emite um alerta para o proprietário do carro caso o manobrista se distancie por mais de 500 metros do local que, em tese, o carro deveria estar estacionado. Já o alerta de rodízio soma outra função: antes esse recurso somente avisava quando o motorista estava perto da localidade com rodízio e, agora, caso o motorista já esteja na rua, o sistema avisa quando o horário de restrição está próximo. 

Próximos carros que receberão o sistema

A projeção da marca é que toda a linha tenha o equipamento. Com isso, os próximos Onix e Prisma estarão disponíveis com o sistema OnStar. A exemplo dos modelos equipados hoje, podemos esperar que as versões topo de linha deverão receber o sistema de concierge de série.

Histórias: remédio para filha

Entre as histórias de quem utiliza o OnStar, uma das mais comoventes foi a de um pai que tinha levado a filha doente numa consulta médica, onde o médico disse que ela deveria tomar o remédio o quanto antes para não passar mal. Saindo da consulta, o pai começou a ir de farmácia em farmácia para procurar o remédio, mas sem êxito. Com isso, ligou para a central do OnStar para procurar outras pelo caminho mas, infelizmente, não havia nenhuma outra drogaria disponível naquela rota segundo os atendentes.

O pai agradeceu e disse que ia tentar dar um jeito. No entanto, a central começou a fazer o monitoramento da rota do veículo (como pedido anteriormente pelo motorista) e, voluntariamente, começou a consultar outras farmácias mais próximas dele e verificar se havia o remédio disponível. Localizou uma e a central retornou para o pai da menina dizendo que tinha encontrado a drogaria com o medicamento solicitado e o reservaram, além de terem enviado a rota do local ao sistema OnStar do veículo.

Histórias: o furto que não foi furto

Uma proprietária foi pegar seu carro na garagem, mas ele não estava lá. Ligou para a central OnStar e alegou que o carro havia sido furtado, então deu início aos procedimentos básicos, fez o B.O e o veículo começou a ser monitorado pelo atendente. A central então retornou para a moça dizendo que o carro estava num shopping. O fato soou estranho. Em seguida, uma equipe foi enviada até o local do veículo, que estava vazio, mas suspeitaram de um rapaz que se aproximou do Cruze. Ao passar as características para a dona, descobriram que se tratava de seu irmão – ele havia pego o veículo sem avisá-la.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ricardo Ferreira

    Toda a linha Chevrolet 2017, já conta com o On Star, incluindo o Ônix, por isso a frota é muito maior que 7500 carros.