Clique e assine com até 75% de desconto

Achou o VW Polo GTS caro? No passado, um Gol GTi equivalia a R$ 200.000

A R$ 99.470, hatch esportivo parece caro, mas ainda está abaixo do que foi cobrado por esportivos clássicos da marca na época de seus lançamentos

Por Gabriel Aguiar Atualizado em 24 jan 2020, 08h00 - Publicado em 24 jan 2020, 07h00
Friso vermelho que entra nos faróis full-led é detalhe marcante do GTS Fernando Pires/Quatro Rodas

O Volkswagen Polo GTS chegou às lojas por R$ 99.470 – e você pode conferir aqui 50 detalhes exclusivos do hatch esportivo.

Achou caro? Pois saiba que, comparado com outros esportivos compactos vendidos pela marca no Brasil, o novato até parece “barato”.

O Gol GT, por exemplo, cobrava pelo menos Cr$ 12.218.589 no início de 1984 para quem quisesse comprar a configuração de visual exclusivo e motor 1.8 com 99 cv de potência (declarada).

Em valores atualizados segundo o índice IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), ele custaria R$ 111.154 nos dias atuais.

Lançado em 1987, GTS durou até a chegada do Gol Bolinha, em 1994 Acervo/Quatro Rodas

E se um Gol GT parece salgado, é porque você não viu quanto cobravam pelo Gol GTS, que chegou às lojas três anos depois. Com novo comando de válvulas do Golf GTi, o modelo se garantiu como o mais rápido do Brasil.

Mas custava Cz$ 523.265. Ou então R$ 151.536, na correção pelo IPCA.

VW Gol GTi
Acervo/Quatro Rodas

E não é que a linhagem ficou ainda mais cara com o GTi? Primeiro carro nacional a receber injeção eletrônica, o esportivo subiu de nível com mais tecnologia e motor 2.0 de 120 cv – suficiente para desbancar o Opala de seis cilindros.

Só que era necessário desembolsar Ncz$ 22.535, o que, nos dias atuais, equivaleriam a impressionantes R$ 203.529.

Continua após a publicidade
Volkswagen Gol GTI 16V
A bolha sobre o capô era exclusiva do Gol GTi 16V Marco de Bari/Quatro Rodas

Nas gerações seguintes, o hatch já não voltou a ultrapassar a barreira dos R$ 200.000. Mas passaria com folga o valor pedido pelo Polo GTS.

Em 1994, quando chegou ao Gol G2, o famoso “bolinha”, a versão GTi saía por R$ 22.801 na opção 8v e subia a R$ 33.145 com motor 16v – que tinha a icônica bolha no capô e chegou em 1996.

Pela correção do IPCA, os valores corrigidos alcançariam R$ 124.796 e R$ 139.853, respectivamente.

Há apenas 30 unidades do Polo GTi, identificado pelas duas portas, no Brasil Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

O primeiro Polo GTi chegou ao Brasil em 2006, importado da Alemanha, por R$ 99.800.

Se o preço até parece próximo daquele pedido pelo primo atual, sua correção o leva a R$ 204.648 em tempos atuais. E vale lembrar que ele é raridade por aqui, já que apenas 30 unidades vieram.

O último Gol GTi durou de 1999 a 2001 Divulgação/Quatro Rodas

Entre os compactos feitos no país, a linhagem esportiva acabou ainda antes. Isso porque o Gol GTi chegou a receber a reestilização do G3, em meados de 1999.

Mas durou pouco: em janeiro de 2001, QUATRO RODAS já anunciava o fim do modelo que, no lançamento, custava R$ 35.021 – ou R$ 116.567 em valores atualizados.

Vale lembrar que, após a aposentaria precoce do esportivo de entrada, a opção mais barata para quem queria mais agressividade era o Golf GTi – que pertencia a uma categoria acima e também era bem mais caro.

Aliás, o próprio hatch médio morreu em favor do híbrido GTE, de R$ 199.990. Ah, claro: há o Up! TSI, mas ele nunca foi reconhecido como membro do clã.

Up! TSI é quase tão potente quanto versão GTi na Europa Divulgação/Volkswagen
Continua após a publicidade
Publicidade