Clique e assine com até 75% de desconto

Countach, F40, F50 e 300 SL juntos: o Classic Car Celebration em 120 fotos

Evento inédito realizado em Itatiba reuniu mais de 200 carros com um nível de qualidade de fazer inveja aos grandes concursos de elegância internacionais

Por Felipe Bitu 14 nov 2020, 00h12
Felipe Bitu/Quatro Rodas

O ano de 2020 seria marcado por uma sequência dos mais importantes eventos do antigomobilismo brasileiro: o Encontro Brasileiro de Autos Antigos (Águas de Lindóia-SP), o Village Classic Cars (Rio de Janeiro-RJ) e o Brazil Classics Show (Araxá-MG). Seria, porque não foram realizados em razão da pandemia. Mas o ano acabou sendo salvo pela 1º edição do Classic Car Celebration.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Realizado em Itatiba (SP), o evento reuniu aproximadamente 200 automóveis que integram os acervos mais exclusivos do país. Fechado ao público, devido às regras de isolamento social, o encontro foi prestigiado por colecionadores de todo o Brasil, acompanhados de poucos familiares e da imprensa, sempre com atenção máxima às normas sanitárias.

Aproveite as várias galerias de fotos!

O altíssimo nível da exposição a colocou em paridade com alguns dos mais renomados concursos de elegância do mundo, como Villa d’Este, Pebble Beach e Amelia Island. O impacto inicial foi reforçado pelo prestígio dos Mercedes-Benz, com destaque para os conversíveis 300 S (W118), 220 SE (W128) e 280 SE (W111).

Havia nada menos que três exemplares do mítico Mercedes-Benz 300 SL (W198), sendo um cupê e dois roadsters. A linhagem ficou completa com a presença do roadster 190 SL (W121 B II), vários exemplares dos 230/250/280 SL (W113) e dos possantes 450 SL (R107) e 500 SL (R129). Um sedã 190 E 2.3-16 (W201) homenageava o piloto Ayrton Senna e um 300 Adenauer (W186) figurava entre os mais luxuosos.

BMW, Audi e Porsche também marcaram presença. O fabricante de Munique estava muito bem representado pelos cupês 2002, 635 (E24) e M3 (E30). Duas peruas RS2 retrataram o início da linhagem esportiva de Ingolstadt enquanto os modelos 356, 911, 930, 964 e 993 contaram a história da empresa familiar sediada em Stuttgart.

Duas versões alemãs do onipresente Fusca abrilhantaram o evento: um modelo 1950 ainda com a vigia traseira bipartida e um dos últimos Super Beetle 1303 Cabriolet, produzido em 1979. Também foi possível apreciar a evolução dos modelos refrigerados a ar com a perua VW Typ 3 Variant e o cupê de quatro portas VW Typ 4.

Continua após a publicidade

Os italianos roubaram a cena: uma respeitável profusão de Ferrari, incluindo os modelos F40, F50, Testarossa (dois exemplares), 512BB, 328, 365 GTB/4 “Daytona”, Dino 246 GT, Mondial, F355 e a belíssima barchetta 212 Export, produzida em 1952.

Entre os Maserati havia os cupês 3500 GT e Ghibli, além do sedã executivo Quattroporte. Os milaneses da Alfa Romeo deram um show à parte: Giulia GT, 2000 Berlina, Spider, Alfetta GT, Sport Zagato e Giulietta Sprint Speciale. Dois Fiats merecem destaque: o Riva 1400 e o 600 Ghia Jolly. Um raro Lancia Fulvia Sport cativou a atenção dos mais atentos.

Também havia híbridos: o Iso Grifo combinava o estilo italiano do estúdio Bertone ao V8 de 5,4 litros da Chevrolet enquanto o De Tomaso Longchamp bebia na mesma fonte, com linhas assinadas pelo estúdio Ghia e um V8 de 5,8 litros da Ford. A Itália encerrou sua participação com três Lamborghini: o trator Lamborghinetta e o esportivos Miura e Countach.

Os ingleses impressionaram: Allard J2, Allard K1, Daimler Straight-Eight, Rolls-Royce Silver Shadow, Rolls Royce Corniche (cupê e conversível), Rolls-Royce Silver Wraith (que serviu à Presidência da República), Jaguar E-Type roadster, Jaguar Mark X, Jaguar XK (cupê e conversível), Jaguar S-Type, Jaguar XJ, Triumph GT6, Triumph Spitfire, Triumph TR6, um par de MG TD Midget, MG TF, MGC GT, Austin-Healey 3000, Land Rover Série 1, Range Rover e Lotus Europa.

Norte-americanos não poderiam ficar de fora: Cord 810, Cord 812, Hudson Super Six, Packard Twelve, Packard One Twenty, Packard Caribbean, Chevrolet Bel Air, Plymouth Road Runner, Oldsmobile Toronado, Dodge Charger, Chrysler Imperial, três gerações do Chevrolet Corvette, duas gerações do Ford Thunderbird, Chevrolet Camaro, Ford Mustang e um grande número de Cadillacs (incluindo um LaSalle).

Felipe Bitu/Quatro Rodas

O Datsun 1500 Roadster e o Tatra T87 eram os únicos representantes do Japão e da antiga Checoslováquia. A indústria brasileira se mostrou presente no Volkswagen SP2, Willys Interlagos, Puma GT DKW, Santa Matilde, Lobini H1, Ford Maverick GT, Chevrolet Opala, Ford Landau, Dodge Gran Coupe, Dodge Magnum, Willys Itamaraty Executivo.

A próxima edição do Classic Car Celebration está programada para 2022 pois, segundo a organização, a intenção é que o evento seja intercalado com o Brazil Classics Show em Araxá. E tudo indica que será aberta ao público, uma vez que até lá todos os problemas relacionados à pandemia provavelmente estarão superados.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade