Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Renault Logan usado é um sedã compacto democrático e barato

Bom, bonito e barato, ele ainda se mantém competitivo frente a concorrentes cada vez mais atuais. E pode ser encontrado a partir de R$ 32.000

Por Por Felipe Bitu
Atualizado em 12 Maio 2023, 10h34 - Publicado em 8 Maio 2023, 11h09

Completamente reestilizado, o modelo 2014 do Renault Logan cativou o público que torceu o nariz para o estilo original apresentado em 2007. Quase dez anos depois, ele ainda conquista o público que não abre mão de espaço interno, robustez e baixo custo de manutenção.

O porte é uma de suas maiores virtudes: com 2,63 metros separando os dois eixos, ele oferece espaço e conforto adequado a quatro adultos, sem castigar o quinto ocupante. Seus 4,35 metros de comprimento e 1,73 metro de largura colaboram para o porta-malas com 510 litros.

A versão mais popular é a Expression, que até o modelo 2016 vinha com os motores D4D 1.0, 16V e 77/80 cv e K7M de 1,6 litro, 8 válvulas e 98/106 cv. Sua lista de equipamentos incluía ar-condicionado, direção assistida, alarme, vidros elétricos e travas e rádio com MP3.

Logan
Rodas de liga leve, de 18 polegadas, vêm somente nas versões mais caras (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Mais requintada, a Dynamique acrescentava banco traseiro rebatível bipartido, rodas de liga leve, faróis de neblina, limitador de velocidade e piloto automático. Nas duas versões o opcional mais valorizado é a central multimídia Media Nav, com tela de 7 polegadas sensível ao toque, navegador e interface Bluetooth.

Sempre vinculado aos motores de 1.6, o câmbio automatizado Easy’R é item que exige cuidado, porque requer mão de obra especializada: vale a pena considerá-lo se o sistema estiver funcionando perfeitamente e se houver um bom desconto, pois sua aceitação no mercado é baixa.

Compartilhe essa matéria via:

Quem busca eficiência deve priorizar os modelos 2017, que ficaram mais rápidos e econômicos com os motores SCE (Smart Control Efficiency). Todo em alumínio, o três-cilindros 1.0 com dois comandos variáveis tem 12 válvulas e rende 79/82 cv. O quatro-cilindros 1.6 tem comando de admissão variável, 16V e gera 115/118 cv. Em ambos a direção passou a contar com assistência eletro-hidráulica.

Continua após a publicidade
LOGAN
Renault Logan Dynamique 1.6 8V (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Faz questão de conforto? O modelo 2020 finalmente recebeu a opção do câmbio CVT com seis marchas simuladas nas versões Intense e Iconic, facilmente identificadas pela suspensão 4 cm mais alta. A ergonomia melhorou com bancos maiores e mais confortáveis e um novo volante com pegada mais agradável: a versão Zen sucedeu a Expression, sendo a única a oferecer os dois motores SCE.

Robusto e confortável, o Logan tornou-se um favorito entre os motoristas de aplicativo, motivo pelo qual é preciso muita atenção para identificar unidades com quilometragem muito elevada. O baixo custo de peças e mão de obra favorece seu histórico de manutenções.

Defeitos do Renault Logan

Cabeçote – Nos motores D4D de quatro cilindros que equiparam as versões Authentique e Expression até o modelo 2016, é preciso atenção especial com o estado da correia dentada. Baixo desempenho e alto consumo de combustível costumam ser sanados com a regulagem da folga de válvulas.

Continua após a publicidade

Câmbio Easy’R – Verifique se o sistema funciona sem trancos ou retenções de marchas. O problema mais comum é causado pelo desgaste natural do sistema de embreagem.

Suspensão – Batidas secas e vazamentos são sinais de amortecedores sem ação. Na dúvida, vale a pena consultar um reparador para analisar os componentes de desgaste natural como batentes, bieletas e buchas.

Freios – Discos e tambores podem estar empenados, especialmente em unidades com câmbio automatizado ou CVT. Os principais sintomas são trepidação no pedal de freio e oscilações durante a frenagem.

Acabamento interno – O interior apresenta grande quantidade de plástico rígido: verifique os difusores do sistema de ventilação. Nem todas as peças são fáceis de ser encontradas.

Continua após a publicidade

A voz do dono

Nome: Luiz R. Waltrick
Idade: 34 anos
Profissão: consultor de seguros
Cidade: Blumenau (SC)

O que eu adoro: 

“O baixo consumo e o reduzido valor das peças e mão de obra favorece a manutenção, essencial para quem viaja muito a trabalho. Espaçoso, confortável, com elevada altura do solo, encara qualquer terreno.”

O que eu odeio:

“Tive um Logan da geração anterior e afirmo que a suspensão era mais robusta: os amortecedores estão mais suaves, mas a durabilidade caiu bastante. O mesmo se aplica aos batentes, mais frágeis.”

Preços dos Renault Logan usados (KBB)

Tabela de preços logan
(Reprodução/Quatro Rodas)

Preço das peças do Renault Logan

Peças Logan
(Reprodução/Quatro Rodas)

Nós dissemos

Reprodução QUATRO RODAS 649
(Reprodução/Quatro Rodas)

Novembro de 2013 –  “No novo Logan, a Renault tentou atender a todos, tratando de deixá-lo mais confortável, equipado e moderno. (…) os bancos ganharam uma espuma que permite uma modelagem que abraça e dá mais firmeza ao corpo. (…) Outra melhoria foi na suspensão, perceptivelmente mais confortável. O conjunto absorve bem as oscilações…”

Pense também em um…

Virtus
(Christian Castanho/Quatro Rodas)

VW Virtus –  Sua principal virtude são os 2,65 m entre os eixos e os 4,48 m de comprimento, medidas que garantem um generoso espaço interno. A versão de maior sucesso é a Comfortline com motor 1.0 TSI (128/116 cv), câmbio automático de seis marchas e equipamentos como ESP, central multimídia e volante multifuncional.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.