Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Chevrolet S10 usada tem preço de Strada e Saveiro, e não dá dor de cabeça

Eficiente e bem equipada, a segunda fase da segunda geração da picape já pode ser encontrada no mercado de usados pelo mesmo valor de uma picapinha compacta

Por Felipe Bitu
Atualizado em 2 out 2023, 10h37 - Publicado em 16 abr 2023, 22h33

Apresentada no Brasil há dez anos, a segunda geração da Chevrolet S10 foi reestilizada em 2017. A inspiração veio da norte-americana Colorado e manteve sua posição de destaque entre as picapes médias. Agora, já podem ser encontradas com preço de Fiat Strada e Volkswagen Saveiro novas. 

A maioria das S10 saiu da fábrica com o motor 2.8 turbo diesel de 200 cv e câmbio automático de seis marchas: esse conjunto faz a picape acelerar de 0 a 100 km/h em 10 segundos e garante consumo rodoviário médio de 12,7 km/l, mesmo com o pesado sistema de tração 4×4.

A versão mais procurada da S10 é a LTZ, notável por equipamentos como ESP, rodas aro 18, ar-condicionado digital, sistema auxiliar de partidas em rampas, aviso de mudança involuntária de faixa, alerta de colisão, luzes diurnas de leds, faróis e limpadores de para-brisa automáticos, retrovisor interno fotocrômico, sensores de estacionamento, câmera de ré, sistema OnStar e multimídia MyLink 2 compatível com Android Auto e Apple CarPlay.

Continua após a publicidade

Logo atrás vem a topo de linha High Country, que adiciona banco do motorista com ajustes elétricos, santantônio na caçamba, lanternas traseiras com leds e rodas exclusivas. A versão LT perde as rodas de 18 polegadas, o ar digital e adota uma tela menor no multimídia MyLink, mas mantém protetor de caçamba, piloto automático, faróis de neblina, vidros e travas com acionamento elétrico e monitor de pressão dos pneus.

S10
Rodas de liga leve, de 18 polegadas, vêm somente nas versões mais caras (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Intermediária entre as versões LT e LTZ, a série especial Midnight é caracterizada pela cor preta. Quem estiver disposto a abrir mão do conforto pode economizar uma boa quantia comprando a Chevrolet S10 na versão de entrada LS. Voltada para frotistas, tem câmbio manual, rodas aro 16 polegadas de aço e rádio, no multimídia.

Continua após a publicidade

Se você roda pouco, considere a versão flex, impulsionada pelo motor 2.5 Ecotec de alumínio, com quatro cilindros e injeção direta que rende 206/197 cv (etanol/gasolina). Com gasolina ela tem fôlego suficiente para embalar de 0 a 100 km/h em 11,4/11,7 segundos (manual/automática), fazendo médias de 8,5/7,5 km/l no ciclo urbano e 10,6/10,8 km/l no rodoviário.

Não abre mão de segurança? A partir do modelo 2021, a caminhonete Chevrolet passa a contar com seis airbags em todas as versões e frenagem autônoma com detector de pedestres.

Continua após a publicidade

A S10 desfruta de boa reputação no mercado, com peças de reposição disponíveis a pronta entrega e mecânica bem conhecida nas concessionárias e reparadores independentes. Exemplares com bom histórico de manutenção superam com folga a marca dos 300.000 km rodados.

S10
(Christian Castanho/Quatro Rodas)

Principais defeitos da Chevrolet S10

  • Cabeçote  do motor 2.8 turbo diesel requer troca da correia dentada a cada 240.000 km, intervalo que cai para 100.000 km em condições severas de uso. Se o histórico de manutenção não for conhecido, vale a pena investir em uma correia nova.
  • Carbonização costuma ocorrer pela ruptura do diafragma da válvula EGR, que controla os gases do motor 2.8 turbo diesel. Os depósitos no sistema de admissão provocam perda de potência, marcha lenta irregular e consumo excessivo.
  • Diferenciais podem sofrer com contaminação do óleo lubrificante pelo respiro ao percorrer trechos alagados: excesso de limalha no óleo contaminado indica que as engrenagens podem estar danificadas.
  • Roda livre automática pode ter danos por contaminação do diferencial dianteiro, tornando o sistema 4×4 inoperante.
  • Suspensão dianteira é robusta, mas não está livre de folgas nas buchas e batentes dos amortecedores. Peça a avaliação de um profissional sobre o estado geral dos componentes e vida útil dos amortecedores. Se o diagnóstico não for positivo, negocie um bom desconto.

A voz do dono

Nome: Martin Nydegger
Idade: 39 anos
Profissão: economista
Cidade: Paulínia (SP)

Continua após a publicidade

O que eu adoro: “O motor 2.5 flex tem ótimo desempenho, consumo razoável e manutenção simples e barata, com muita disponibilidade de peças. Também é uma das poucas a oferecer versões com motor flex e tração 4×4.”

O que eu odeio: “O ruído interno é aceitável para um utilitário, mas incompatível para um veículo em sua faixa de preço; os plásticos poderiam ser de melhor qualidade. O diferencial traseiro sem bloqueio atrapalha no fora de estrada.”

Preço médio das Chevrolet S10 usadas (KBB)

PREÇO MEDIO S10
(Reprodução/Quatro Rodas)

Preço das peças da Chevrolet S10

PREÇO DAS PEÇAS
(Reprodução/Quatro Rodas)

Nós dissemos:

Quatro Rodas 694
(Reprodução/Quatro Rodas)

Abril de 2017  “Seu motor 2.8 turbo diesel tem 200 cv como a Ranger, mas o torque é maior, 51 kgfm. Mais leve que a picape da Ford, a S10 tem o melhor tempo de 0 a 100 km/h (10 segundos) e o melhor consumo rodoviário 12,7 km/l. (…) Ao mesmo tempo que a suspensão tem rodar confortável no asfalto e lida bem com curvas, não faz ninguém sofrer ao passar por buracos ou irregularidades na terra.”

Continua após a publicidade

Pense também em uma Ford Ranger:

Ford Ranger
(Fernando Pires/Quatro Rodas)

A eterna rival sempre se destacou pela dirigibilidade, conforto e nível de equipamentos. Priorize a versão topo de linha Limited, mais equipada e é impulsionada pelo motor Duratorq de cinco cilindros e 200 cv, aliado a um câmbio automático sequencial de seis marchas e tração 4×4. Se a grana estiver curta, invista na versão XLT, que mantém um bom pacote de recursos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.