Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Imposto reduzido pode deixar carros elétricos e usados mais baratos em SP

A intenção da decisão do governo do estado é incentivar a compra de automóveis elétricos e foi tomada após São Paulo atingir a meta fiscal

Por Pedro Henrique Oliveira Atualizado em 1 out 2021, 13h35 - Publicado em 29 set 2021, 18h03
Chevrolet Bolt, Nissan Leaf e Renault Zoe elétricos vistos de frente
Bolt, Leaf e Zoe são três modelos elétricos já presentes no Brasil Christian Castanho/Quatro Rodas

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (29) um novo pacote fiscal para ajudar na retomada econômica no momento pós-isolamento causado pela pandemia no novo coronavírus.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Entre as novidades está a redução da alíquota do ICMS de setores geradores de empregos a partir de janeiro de 2022. Dentre os setores que serão beneficiados está o de eletromobilidade e o de carros usados.

Renault Zoe azul visto 3/4 de frente
A partir de janeiro de 2022, o ICMS de veículos elétricos e eletrificados irá cair para 14,5% Fernando Pires/Quatro Rodas

Para ônibus, caminhões e veículos elétricos e híbridos o ICMS será reduzido dos atuais 18% para 14,5%. Carros usados, que tiveram o ICMS majorado no início de 2021, terão a alíquota reduzida de 3,9% para 1,8%.

Carros novos vendidos em São Paulo continuarão pagando mais ICMS do que em outros estados.

O governador de São Paulo explicou o motivo pelo qual o estado será capaz de diminuir as alíquotas. “Com a recuperação da capacidade de investimento no Estado de SP, nós conseguimos atingir a nossa meta fiscal e com isso vamos tornar possível a redução de impostos em SP e antecipar as desonerações fiscais para a economia de SP já a partir de 1 de janeiro de 2022.”

Continua após a publicidade

De acordo com os dados expostos pelo governo, as reduções devem gerar uma desoneração de R$ 3 bilhões em impostos para o estado de São Paulo.

Fiat 500e azul visto 3/4 de frente
A medida foi possível por conta de São Paulo ter atingido a meta fiscal Fernando Pires/Quatro Rodas

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) reagiu de maneira positiva ao anúncio que irá beneficiar o setor. “Essas medidas põem São Paulo na liderança nacional da eletromobilidade, ao apoiar as tecnologias limpas de transporte público, individual e de carga”, disse o presidente da ABVE, Adalberto Maluf. 

Modelos elétricos com seus carregadores
A redução do ICMS para elétricos e eletrificados era um ponto de debate entre o governo de SP e a ABVE há alguns anos Alexandre Battibugli/Quatro Rodas

Além disso, também foi anunciada a criação do ProAtivo, um programa de R$ 1 bilhão que utilizará os créditos do ICMS para novos investimentos em infraestrutura, principalmente em máquinas e equipamentos.

  • De acordo com o que foi divulgado pelo site do governo, “o novo programa irá reconhecer as empresas que investiram nos últimos anos em seus ativos permanentes para receber crédito acumulado de ICMS, dando assim reconhecimento para quem prioriza São Paulo como sede de seus negócios, inovação e geração de emprego e renda”.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    CAPA quatro rodas setembro edição 749
    A edição 749 de QUATRO RODAS já está nas bancas! arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade