Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

BMW iX M60: SUV elétrico é o carro mais forte da marca

Com dois motores elétricos que podem entregar até 619 cv, o modelo vai de 0 a 100 km/h em pouco mais de 3 segundos

Por João Vitor Ferreira 8 jan 2022, 11h10

A BMW promete unir as suas melhores siglas em um único carro. O iX M60 é elétrico (i), esportivo (X) e ainda tem a mão da divisão esportiva da marca (M). O resultado dessa combinação, é um SUV tecnológico, eficiente e muito potente.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Com dupla motorização elétrica, o iX M60 chega aos 619 cv, quando ativado o modo Sport. Nos outros modos de condução, os motores do SUV chegam a 540 cv. A nova configuração faz dele o modelo “iX” mais potente, já que a versão xDrive50 tem “apenas” 530 cv.

BMW ix M60 traseira
Na traseira destaca-se o emblema M60 na tampa do porta-malas Divulgação/BMW

O torque do modelo, entregue de forma instantânea como em todo carro elétrico, é de fortes 103,5 kgfm e dividido nas quatro rodas, já que a tração é integral. Com o controle de largada ativado esse torque sobe ainda mais, chegando ao pico de 112 kgfm. Os números superam os já instigantes 99,2 kgfm do Audi e-tron S, um dos concorrentes do iX.

De acordo com as estimativas feitas pela BMW, o SUV é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, enquanto sua velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h.

BMW ix M60 frente
O iX M60 incorpora as características dos BMW i, BMW X e BMW M Divulgação/BMW

A bateria, montada no assoalho e no centro da carroceria, garante que o SUV não seja somente rápido, mas eficiente pela distribuição de peso e pelo centro de gravidade baixo. O elétrico é capaz de rodar até 556 km com uma única carga no ciclo WLTP, segundo a BMW. Isso é o suficiente para ir de São Paulo ao Rio de Janeiro, com uma folga de mais de 100 km. Vale lembrar, porém, que o consumo de energia é mais elevado em altas velocidades.

Segundo a marca, existem toques da divisão M por todas as partes. Em seu segundo elétrico, a divisão deu uma atenção especial para a suspensão pneumática, com eixo dianteiro de duplo triângulo e um eixo traseiro de cinco braços, especificamente ajustada com controle de altura automático.

Continua após a publicidade

De acordo com a BMW, isso é o que traz a agilidade e a precisão características na condução dos esportivos da marca.

BMW ix M60 lateral
Segundo a BMW, a bateria montada no centro do veículo ajuda diminuir seu centro de gravidade, melhorando a condução e distribuindo melhor o peso Divulgação/BMW

Do lado de fora, o destaque é a aerodinâmica. Os materiais foram escolhidos visando a redução de peso, combinando o conceito spaceframe de alumínio com estruturas de carbono no teto e nas seções laterais e traseira. O resultado, é um coeficiente aerodinâmico de 0,26.

Compartilhe essa matéria via:
BMW ix M60 frontal
O iX M60 tem o sistema BMW Natural Interaction, que permite controlar as funções do veículos por voz e gestos Divulgação/BMW

O visual mantém boa parte do que já conhecemos das variantes mais “baratas”. O que diferencia a mais cara são o emblema M60 estampado na traseira, pinças de freio M em azul e rodas Aero bicolores de 21 polegadas. O modelo tem como opcional rodas aro 22 e o pacote de customização exterior BMW Individual Titanium Bronze.

Por dentro, os bancos dianteiros são esportivos com encosto integrado e ventilação. O iX M60 tem também volante hexagonal, ar-condicionado automático de quatro zonas, faróis a laser, teto solar panorâmico, computador de bordo com tela de 12,3 polegadas e multimídia de 14,9 polegadas (telas curvas e integradas) e sistema de som Bowers & Wilkins Diamond com 30 alto-falantes.

BMW ix M60 interior
O túnel central foi retirado para aumentar mais espaço paras pernas de quem viaja atrás e a capacidade de armazenamento, como informa a BMW Divulgação/BMW

O iX M60 foi um dos modelos apresentados na CES 2022, feira de tecnologia que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, que abriga cada vez mais lançamentos de novos modelos e tendências tecnológicas do setor automotivo.

O SUV será fabricado na fábrica de Dingolfing, na Alemanha. As vendas estão marcadas para começar em junho com preço inicial de U$105.100, aproximadamente R$ 600.000 (em conversão direta). Não dá para descartar a vinda do SUV elétrico esportivo ao Brasil.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas 753 janeiro 2022 (1)
Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)