Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Umidificador para o interior do carro Q9 USB realmente funciona?

O umidificador deveria aumentar a umidade relativa do ar, mas a funcionalidade prometida ficou só na promessa

Por Fernando Garcia 24 mar 2021, 23h28
Dependendo do caso, a qualidade do ar pode piorar
Dependendo do caso, a qualidade do ar pode piorar Fernando Pires/Quatro Rodas

Quem tem problemas respiratórios como alergias, sinusite e rinite precisa ficar atento para se manter com saúde e aliviar o desconforto que essas doenças trazem, problema que acaba aumentando em dias muito secos e quentes.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Como o ar-condicionado é contraindicado, uma maneira de deixar o ar mais fresco e respirável é usar os umidificadores portáteis (que têm plugues do tipo USB), que prometem aumentar a umidade relativa do ar ambiente, trazendo um pouco mais de conforto. 

Em sites de compra, como o Mercado Livre, existem aos montes com preços que variam entre R$ 60 e R$ 130. O mecanismo deles é aparentemente simples: suga o líquido através de dois bastonetes de algodão e o pulveriza, melhorando assim a qualidade do ar. Nos veículos mais antigos, será preciso comprar à parte um adaptador de tomada 12 V, ao custo médio de R$ 25.

  • Apostando na sorte, escolhemos um do modelo Q9, que nos custou R$ 60, e encaminhamos à nossa colaboradora, a microbiologista e diretora técnica Maria José Silveira, do Laboratório Controlbio, que presta serviços de análises microbiológicas.

    Utilizando um Ford Ka 2019 equipado com ar-condicionado, para a amostragem dos resultados, a especialista utilizou um termo-higrômetro e fez algumas medições de determinação da análise do ar.

    Para efeito de confrontação, a primeira aferição indicou um teor de 54,9% de umidade na cabine com os vidros parcialmente abertos e o ar-condicionado desligado. Após conectarmos o aparelhinho à entrada USB e ligá-lo por uma hora, aferimos a média de 54,6%, ou seja, praticamente sem alteração.

    Continua após a publicidade
    UMIDIFiCADOR Q9 USB detalhe
    Fernando Pires/Quatro Rodas

    Na segunda bateria de testes, a especialista optou por ligar o ar-condicionado, com a intenção de avaliar a porcentagem da massa de ar no ambiente que costuma ser mais seco. Antes de ligar o umidificador Q9, o resultado apontou a média de 35,9% e, após ligá-lo, houve uma pequena queda para 32,1%, ou seja, ainda piorou a qualidade do ar.

    “Com as janelas fechadas e o ar ligado, constatamos um aumento de dióxido de carbono (CO2), da respiração humana. Com elas abertas, não houve diferença, pois o ar externo está entrando. Então penso que é um aparelho inútil”, afirmou a especialista.

    Avaliação – Umidificado Q9 USB

    Nota: 7

    O umidificador Q9 USB deveria aumentar a umidade relativa do ar, mas nos deu um prejuízo de pouco mais de R$ 60 com o frete.

    Preço: R$ 60

    Compra: mercadolivre.com.br

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade