Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

É necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor?

Turbocompressores operam em altíssimas rotações e, portanto, é preciso estar atento a alguns cuidados com elas

Por Leonardo Barboza Atualizado em 17 Maio 2021, 15h58 - Publicado em 17 Maio 2021, 15h50
turbo gdi
Motor turbo flex garante desempenho empolgante Fernando Pires/Quatro Rodas

Gostaria de saber se nos veículos turbo atuais é necessário esperar a lubrificação e a redução da rotação da turbina antes de desligar o motor – Paulo Barboza, Araras (SP)

Nos motores modernos, cujos sistemas de arrefecimento funcionam mesmo após o motor ser desligado, o turbo não exige cuidados especiais. Mas o proprietário precisa ficar atento à manutenção preventiva do veículo, segundo o engenheiro Luís Fernando Dias Pinto, da fabricante BorgWarner ETTS.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

Como os turbos utilizam óleo para lubrificar e resfriar, é importante fazer as trocas do óleo e dos filtros de combustível e ar nos prazos recomendados pela montadora: como o turbo recebe óleo do motor, o óleo velho pode obstruir os dutos, não arrefecendo o turbo e causando um desgaste prematuro.

Outras dicas incluem ainda usar sempre o lubrificante especificado pela montadora, nunca completar o nível do óleo e não demandar um alto regime de rotação do motor enquanto ele ainda não estiver na temperatura ideal. O melhor a fazer é não ultrapassar os 2.500 rpm até que ele esquente.

O lado bom é que motores modernos tem gerenciamento térmico tão eficiente que ele próprio é capaz de acelerar o aquecimento do bloco para a temperatura ideal.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 744 Abril 2021

Continua após a publicidade
Publicidade