Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Sinalizador de radar Curinga

Ele avisa quando há radar e se você está acima do limite

Por André Paixão | foto: Marco de Bari Atualizado em 22 abr 2021, 14h42 - Publicado em 14 dez 2012, 17h25

teste-de-produtos teste-de-produtos

Nenhum motorista está livre de ser surpreendido por um radar ao se distrair e exceder levemente o limite de velocidade. Para evitar essa situação, os sinalizadores de radar via GPS atuam como um lembrete ao condutor. Resolvemos testar a mais barata entre as diversas opções disponíveis no mercado, o Curinga GPS, com preço sugerido de 229 reais.

Instalado no para-brisa ou painel, ele tem aparência rústica e tamanho compacto, próximo ao de uma caixa de fósforos. Para testar sua eficiência, instalamos o Curinga num carro da nossa frota de Longa Duração e rodamos em São Paulo por quatro dias. Para ligar, basta conectá-lo à tomada 12 V do veículo. Enquanto o satélite não é localizado, a pequena lâmpada fica acesa, como ocorreu enquanto estávamos na garagem da Editora Abril e em estacionamentos subterrâneos. Quando o sinal é encontrado, a luz passa a piscar em intervalos de 5 segundos. Em túneis, o dispositivo não atua. A luz-espia vermelha é pequena e mal posicionada, no canto inferior. Seria mais funcional se fosse maior ou pelo menos instalada no centro, para facilitar a visualização.

O funcionamento do Curinga é simples. Quando identifica um local onde há radar, a luz pisca. Mas o alarme sonoro só é emitido se o motorist estiver acima da velocidade permitida e aumenta ao se aproximar dele. É possível gravar outros pontos de atenção (como o local de um buraco ou de um cruzamento perigoso) pressionando um botão.

Rodando pelas ruas da Grande São Paulo, o Curinga se mostrou preciso, sinalizando os radares fixos. Em raras ocasiões, como na Marginal Pinheiros, ele confundiu a velocidade da pista local (70 km/h) com a da expressa (90 km/h). O dispositivo indicou radares que não existiam, o que até acontece com outros aparelhos do tipo, já que eles seguem uma cartografia que vem instalada no aparelho – são todas as capitais e regiões metropolitanas cadastradas. O fabricante recomenda atualizar o dispositivo mensalmente, o que pode ser feito pelo seu site.

Continua após a publicidade

No fim das contas, o Curinga é um bom aliado, mas simples demais. Vale pesquisar, pois há aparelhos navegadores via GPS que custam um pouco mais caro, mas oferecem navegador.

CUMPRE O QUE PROMETE? SIM!

O produto avisou com antecedência diversos tipos de radar, fixos ou móveis, mas indicou alguns locais onde eles não existiam. Tem como trunfo o tamanho, mas é simples demais. poderia ter uma lâmpada maior e mais bem posicionada.

ONDE ENCONTRAR

curingagps.com.br

(61) 3964-4880

Continua após a publicidade

Publicidade