Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Correio Técnico: reabastecer devagar faz o combustível render mais?

Leitora questiona se a velocidade do reabastecimento altera a evaporação (e perda) do líquido antes de entrar no tanque

Por Rodrigo Ribeiro Atualizado em 1 jul 2021, 15h07 - Publicado em 11 set 2019, 09h29
A saída de vapores durante o reabastecimento é inevitável
A saída de vapores durante o reabastecimento é inevitável Christian Castanho/Quatro Rodas

É verdade que reabastecer o carro lentamente faz o combustível render mais, pois ele evaporaria menos? – Mônica Pires, São Paulo (SP)

Não, mas colocar combustível mais devagar pode fazer você economizar de outras maneiras.

Segundo Gilberto Pose, coordenador técnico da Raízen, licenciada Shell no Brasil, a velocidade da evaporação do combustível depende da temperatura.

“Então, abastecer com velocidade maior ou menor não iria acelerar a evaporação”, detalha Pose. Mas o reabastecimento mais lento reduz as chances de derramamento para fora do bocal. Em geral, quando isso ocorre, um dreno leva o excedente para o chão.

Continua após a publicidade

Se ele não for suficiente, o combustível irá escorrer pela lataria, podendo danificar a pintura. De qualquer maneira, você irá perder pelo que já pagou.

Na dúvida, peça para parar no primeiro “clique” da bomba. Isso evita desperdício e ainda protege o cânister (que filtra o vapor do tanque) de ser danificado pelo combustível que excede a capacidade do reservatório.

Sem arredondar

A sugestão de não colocar mais combustível além da parada automática virou lei no estado de São Paulo. O motivo da proibição é evitar ainda mais a poluição do meio-ambiente.

O motivo é simples: quando o combustível chega próximo ao bocal de reabastecimento, ele pode entrar em uma mangueira que dá acesso ao cânister, que foi projetado para filtrar apenas vapores.

Encharcado, ele perde eficiência e permite a saída do combustível evaporado para a atmosfera. E a reposição dele pode custar caro: o cânister de alguns modelos pode custar mais de R$ 500.

Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês