Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Correio técnico: por que carros só têm vidro laminado na frente?

Equipamento deixa o projeto mais caro. Poucos modelos utilizam esse tipo de vidro nas laterais

Por Da Redação Atualizado em 10 Maio 2021, 18h34 - Publicado em 14 nov 2017, 17h17
Fiat Idea
Fiat Idea foi o primeiro veículo no Brasil equipado com vidros laterais laminados Divulgação/Fiat

O vidro laminado é um item obrigatório aos automóveis vendidos no Brasil, mas só no para-brisa. Ele é mais seguro e oferece melhor isolamento acústico que o tradicional temperado.

A maior segurança ocorre pelo fato de os estilhaços de vidro permanecerem aglutinados em caso de quebra. Em sua fabricação, duas ou mais lâminas de vidro são unidas por uma ou mais camadas de polivinil butiral (PVB) ou resina.

Há uma terceira vantagem, que é o bloqueio de 99% dos raios UV. Ou seja, veículos que têm vidro laminado inclusive nas janelas laterais, como o finado Fiat Idea, não precisam de películas escuras adicionais.

Uma pedra levantada pelo carro que ia à frente condenou o para-brisa. Com seguro de vidros, pagamos só a franquia, R$ 110, mas na autorizada ele custaria até R$ 4.538
Uma pedra levantada pelo carro que ia à frente condenou o para-brisa do Jeep Renegade utilizado em nosso teste de Longa Duração. Na autorizada, a peça custou R$ 4.538 (em outubro de 2016) SIlvio Gioia/Quatro Rodas

De acordo com Marcio Azuma, diretor de segurança veicular da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), a adoção dessa tecnologia tem utilidade relativa. Além de aumentar o custo do projeto, não teria muita utilidade em colisões (para conter passageiros), sem contar que atrapalhariam o resgate ou a fuga em um incêndio ou no mergulho em um rio.

E, mesmo no caso de um capotamento, o cinto de segurança seria suficiente para evitar que os ocupantes fossem projetados para fora do veículo.

Por outro lado, vidros laminados dificultam o arrombamento. No Brasil, o primeiro carro equipado com vidros laterais laminados foi o Fiat Idea, em 2005, seguido pelo Punto.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

ou

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês