Autodefesa: Toyota RAV4 com problemas no câmbio

Problemas que afetam o modelo no exterior também ocorrem no Brasil, mas a garantia não cobriu o defeito nos carros importados

Jonathan: carro parado há quase quatro meses

Jonathan: carro parado há quase quatro meses (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

Desde o final de 2016, os proprietários do RAV4 começaram a relatar um defeito no câmbio que equipa a segunda geração do Toyota RAV4, produzido entre 2000 e 2005.

A principal queixa deles é a falta de atenção da marca com os veículos vendidos no Brasil, já que no restante do mundo a Toyota assumiu a falha e até aumentou a garantia da peça para dez anos.

Entre as falhas, há mau funcionamento, com trancos ou a demora na troca das marchas.

“Nos outros países, a Toyota reconheceu o problema e trocou o módulo do câmbio de graça, mesmo que a garantia tenha terminado. Isso não ocorre no Brasil”, afirma o desenhista Marcelo Gomes da Rocha, de São Paulo (SP), dono de um RAV4 2003.

“Após receber o orçamento de autorizada de R$ 5.750 pesquisei na internet e encontrei uma oficina que fez o conserto por 20% desse valor.”

Outra reclamação dos proprietários do SUV da Toyota é o aumento no preço desse módulo desde que os veículos começaram a apresentar a falha, o que ocorre geralmente a partir dos 90.000 km, como conta o engenheiro Jonathan Samos Guardia, de São Paulo.

“A peça que em 2014 custava R$ 2.500, hoje está saindo por R$ 8.145”, reclama o proprietário de um RAV4 2001, que está parado na oficina desde dezembro passado.

Devido ao alto custo, algumas oficinas passaram a fazer o conserto por preços bem menores.

“Atendi mais de dez casos de RAV4 com esse problema. O defeito se manifesta em alguns componentes do módulo que controla o câmbio.

O reparo dessas peças custa a partir de R$ 700 e demora um dia”, explica Gustavo Malacrida Novelli, técnico da Guz Módulos, de Santo André (SP).

Consultada, a Toyota do Brasil disse que dois dos leitores ouvidos pela reportagem foram encaminhados ao suporte técnico e receberam o orçamento para o conserto.

“A Toyota esclarece que não foi realizado recall desse modelo com o problema relatado nos países em que é comercializado e permanece à disposição.”

O POVO RECLAMA

“Nos últimos cinco anos percebi que o câmbio demorava a trocar a terceira marcha com o motor frio. Com o passar do tempo, as trocas ficaram cada vez mais demoradas.” Petia Michail Duarte, engenheiro mecânico, São Paulo (SP)

“Eu fiquei decepcionado com a maneira como a Toyota tratou o meu caso. Eles pediram quase R$ 6.000 para trocar o módulo eletrônico do meu carro sem seque analisar a peça. Ainda bem que, pesquisando na internet, encontrei um lugar que consertou o carro mais barato.” Marcelo Gomes da Rocha, desenhista, São Paulo (SP)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s