Autodefesa: problemas no câmbio de Cruze e Spin

Proprietários relatam trancos e travamento da transmissão automática de Chevrolet Cruze e Spin

Autodefesa: câmbio do Cruze e Spin

Trancos, hesitações, travamentos. Essas palavras assustam quando associadas a um câmbio automático, que por definição deveria funcionar sozinho e sem problemas. Mas é o que tem ocorrido com a caixa de seis marchas GF6, da Chevrolet, segundo donos principalmente de Spin e Cruze – apesar de ela equipar também Cobalt e Sonic.

E não são apenas os modelos com alta quilometragem que entram na lista: há veículos menos rodados que apresentam um ou mais dos defeitos acima. Como o Cruze LT 2013 do empresário Leandro de Souza Paes, que tem apenas 26.000 km. “Notei os trancos e a demora de engate da ré desde que ele era novo. Mas a concessionária sempre dizia que era característica do carro.” Recentemente, ele estava numa rodovia quando o câmbio entrou em modo de emergência: não saía da terceira. “A autorizada pediu R$ 18.000 para a troca da caixa”, conta o empresário, que acabou fazendo o serviço numa oficina particular ao custo de R$ 5.500.

Entre os mais rodados, está o taxista Mário de Castro Ferreira da Silva, proprietário de uma Spin LTZ, há três anos na praça e com pouco mais de 100.000 km. “Mas desde zero-quilômetro, ela vem dando trabalho. Só que no início eram trancos mais fracos, não tão constantes, principalmente nas reduzidas e retomadas”. Ao contrário de muitos colegas que têm o mesmo problema, Mário fez todas as revisões na concessionária. “Quando eu ia lá, era a mesma história: que era normal, uma característica do carro.”

O caso não é só conhecido na rede autorizada como na internet (o site Reclame Aqui registra mais de 30 reclamações) e oficinas especializadas em transmissão automática, como a do técnico Adriano Manhani Martins. “Já atendi cerca de 40 câmbios em dois meses. E não são veículos maltratados, mas de gente que os usa normalmente no dia a dia.”

Consultada, a GM diz que “não é possível identificar ou avaliar o fato relatado” sem antes entrar em contato com os clientes entrevistados, o que não foi autorizado por eles.

O POVO RECLAMA

“Quando eu ia à autorizada, era a mesma história: que o carro era assim, que era  característica do veículo.” – Mário de Castro Ferreira da Silva, taxista, dono de uma Spin LTZ 2014.

“Começa com trancos, depois há os problemas nas reduzidas e a seguir vem a perda de força. Além disso, apresentou problemas na refrigeração, o que culminou com a troca do radiador.” – José Ferreira Filho, taxista, dono de uma Spin Advantage 2014.

“Meu carro com 26.000 km entrou em modo de emergência e não saiu mais. Tive de trocar o câmbio por R$ 5.500.” – Leandro de Souza Paes, empresário, dono de um Cruze LT 2013.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Tenho um Chevrolet sonic 2012/13 e com 52.000km começou a dar trancos na marcha ré e demora nos engates. Foi a mesma conversa que é característica do câmbio. Em uma oficina especializada ao drenar o oleo para minha surpresa o mesmo esta cheio de limalhas de alumínio, total do concerto R$6000,00 e pura decepção e desconfiança na marca.

  2. Odair Gualberto

    Tenho um Chevrolet Onix 2014 com 51000km, à partir de 2015 (um ano após a compra), começaram uns trancos com o veiculo parado em semáforos ( não muito frequentes), porém, ao final de 2016, o problema se agravou, se tornando estes trancos muito frequentes, não procurei concessionarias porque já são instruídos à dar respostas “padrão” e não assumirem as responsabilidades. Em janeiro/2017, ficou quase impossível conduzir o veículo. Procurei mais informações e oficinas especializadas e fiquei surpreso ao descobrir que existem usuários que compraram veículo “Zero Quilômetro” já com o referido problema. Enfim, no meu caso foi necessário reparar a mecatrônica do sistema, trocando o módulo do conjunto e posso afirmar que ainda não estou confiante que o problema que os problemas acabaram. Confesso que sempre tive desconfiança da Marca, porém resolvi comprar para ver não era implicância de minha parte. Lamentavelmente percebo que tem mais usuários insatisfeitos. Como no texto acima, a GM diz que precisa ouvir os usuários para tomar conhecimento dos problemas, coloco-me à disposição da empresa para ouvirem um relato sobre o produto deles. Estou muito decepcionado com a Marca e muita desconfiança na durabilidade do produto.

  3. Jorge Ferreira

    Pessoal, estou há uma semana com o meu Sonic numa oficial especializada em câmbio automático, pois quebrou os principais componentes. Só existe um fato dito por qualquer mecânico desse ramo, GM tem um câncer que é o câmbio automático. Na oficina onde está o meu carro só tem Cruzer, Spin e Cobalt. Toyota ou Honda são raros com esses defeitos! Conclusão, GM nunca mais!

  4. odair morais

    senhores , tenho um cruze LT 2014 desde de zero enfrento problema de freio e nada .mas o problema de cambio citado pelo Odair Gualberto e uma falha genérica dessas transmissões. no estado unidos e canada esse veiculo usa a transmissão 6t40 no brasil 6t30, são as mesmas com divergência, somente de 12 itens . olha que encontrei sobre essa falha?Subject: Bump, Surge or Vibration at Idle in Drive at a Stop
    Models: 2013-2014 Buick Encore 2012-2014 Chevrolet Cruze, Sonic 2013-2014 Chevrolet Trax Equipped with 1.4L Engine (RPOs LUJ, LUV) and 6T40 Automatic Transmission (RPOs MHB, MH8) Vehicles Built Prior to August 1, 2013
    This PI has been revised to add the 2014 model year, add the Trax model, update the Recommendation/Instructions information and update the Labor Operation to the Global Labor Code (GLC). Please discard PI0928.
    Condition/Concern Some customers may comment on a bump feeling, a surge or an engine vibration while stopped at idle with the transmission in Drive and their foot on the service brake. Note: This condition is only when stopped at idle with the transmission in Drive and foot on the service brake. Recommendation/Instructions This condition may be caused by the transmission Neutral Idle feature. When the service brakes are applied and the vehicle speed, throttle position, and transmission temperature are within the calibration defined limits, the TCM commands the transmission to Neutral. Important: The Neutral Idle feature will only function when transmission fluid temperature is 37°C (99°F) or greater. Verify that the transmission fluid temperature is 37°C (99°F) or greater before diagnosing this condition. When the concern occurs, move the transmission shift lever to the manual position. Moving the transmission shift lever to the manual shift position will prevent the Neutral Idle feature from functioning. If the concern is eliminated by moving the transmission shift lever to the manual position, it is caused by the Neutral Idle feature and variation in the 1-2-3-4 clutch fiber plates. The 1-2-3-4 clutch fiber plates should be replaced with the part number listed below. This is a kit that contains two clutch fiber plates. If the concern is not eliminated by moving the transmission shift lever to the manual position, it has a different cause and further diagnosis is required. Important: These clutch plates will only correct a continuous, on/off bump, surge or vibration feel that occurs while stopped in Drive with a foot on the service brake. These clutch plates will not eliminate the single bump feeling that occurs as the vehicle comes to a stop and the transmission enters neutral. These clutch plates will not eliminate the single bump feeling that occurs when the service brake is released and the transmission engages the 1-2-3-4 clutch. These single bump feelings are normal and cannot be eliminated. For diagnosis purposes, a typical Neutral Idle bump is illustrated in the GDS2 snapshot below. When Neutral Idle is activated Transmission ISS will nearly match Engine Speed. When Neutral Idle is deactivated, 1st gear will be engaged and Transmission ISS will drop to zero as long as the vehicle is stopped. The variation in the 1-2-3-4 clutch fiber plates create the variation in Transmission ISS and the small spikes in the Transmission OSS. These Transmission OSS spikes cause Neutral Idle to be commanded on/off/on/off as seen below creating the bump or surge sensation. veja o problema e o mesmo enfrentado por nos.

  5. Jorge Ferreira

    Pessoal, como citei em 21 de abril passado, entrei com uma ação no juizado especial contra a GM e a própria montadora ofereceu o valor do meu prejuízo em torno de R$ 9 mil. Aconselho a todos que acionem a GM por esse problema.

  6. Cassiano Bernardi

    Tenho um Cruze LTZ2 17/18, com menos de um mês de uso e 2000km rodados e o mesmo apresenta os referidos trancos. Até parece que o problema não foi resolvido pela Chevrolet. Os trancos ocorrem na troca de marcha da 3ª para a 4ª e agora começaram eventualmente ocorrer trancos maiores da 1ª para a 2ª marcha. Decepcionante isso para um carro recém lançado, com histórico desse no modelo anterior e ainda persistir no câmbio atual. Quatro Rodas, investiguem isso e vão ver que há diversas pessoas reclamando disso na internet.