Renault começa pré-venda do Captur na versão mais cara, a partir de R$ 89 mil

Crossover derivado do Duster pode ser reservado em três cores, sempre com teto preto. Entregas começam em fevereiro

Renault Captur

Apresentado ao público na última semana, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, o Renault Captur teve sua pré-venda iniciada nesta segunda-feira (14).

Apenas 400 carros serão disponibilizados para encomenda, sempre na versão topo de linha Intense, com motor 2.0 e câmbio automático de quatro marchas. A Renault estabeleceu valor estimado entre R$ 89 mil e R$ 95 mil para a versão.

LEIA MAIS: 

>> Exclusivo: tudo sobre os novos motores 1.0 de três cilindros e 1.6 16V da Renault

>> Salão: Renault Kwid surge como conceito ao estilo “SUV”

>> Impressões ao dirigir: Renault Koleos, luxo para os emergentes

Interessados têm dois dias para fazer o depósito de R$ 3.000 na concessionária onde receberá o carro – algo previsto para acontecer entre o final de fevereiro e o início de março. Há três opções de cores: vermelho, branco e prata, todas com teto preto.

Renault Captur

A Renault evoca o “design francês” do Captur, que promete ser o grande diferencial do modelo. Mas o Captur fabricado em São José dos Pinhais é bem diferente do carro vendido na Europa. Em vez da plataforma do Clio europeu, o Captur nacional é baseado na plataforma do Duster. Por isso é consideravelmente maior que o europeu: são 4,32 m de comprimento (20 cm a mais), 1,82 m de largura (+ 5 cm) e 2,67 m de entre-eixos (+ 7 cm).

Renault Captur

Herança indesejada do Duster é o conjunto mecânico formado pelo veterano 2.0 16v Flex F4R, com 148 cv e 20,9 mkgf de torque, acoplado ao câmbio automático de quatro marchas de concepção já ultrapassada.

A versão Intense também terá opção mais em conta com o novo motor 1.6 16V SCe (semelhante ao do Renault Kicks) de 120 cv e 16,2 mkgf com câmbio automático do tipo CVT, um conjunto menos forte mas mais moderno que o da configuração mais cara. A versão de entrada Zen, cujos preços deverão partir dos R$ 80 mil, terá opção de câmbio manual e CVT. 

Renault Captur

Mas o Captur não terá apenas o design para justificar os preços mais altos que os do Duster. O pacote de equipamentos terá itens indisponíveis para o Duster, como os controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, partida sem chave, ar-condicionado automático, bancos de couro e até quatro airbags. A central multimídia Media Nav com GPS estará entre os itens de série. 

Renault Captur

Com este posicionamento, o Renault Captur terá que disputar clientes no disputado segmento de Honda HR-V, Jeep Renegade, Nissan Kicks e Peugeot 2008, além dos novos Chevrolet Tracker e Hyundai Creta. 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s