Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

S10: altos e baixos na rede de concessionárias

Concessionárias GM fazem a pior e a melhor oferta pela S10 na simulação de venda

Por Péricles Malheiros Atualizado em 23 nov 2016, 20h40 - Publicado em 2 mar 2016, 13h11
Longa Duração - Chevrolet S10
S10: rede GM paga de R$ 60.000 a R$ 75.000

A trajetória da S10 no teste de Longa Duração está chegando ao fim. Às vésperas de completar 60.000 km, chegou o momento da simulação de venda, exercício que afere a receptividade de cada modelo no mercado – e, consequentemente, o índice de desvalorização real após um ano de uso.

A apuração seguiu o padrão, com uma visita à concessionária em que o veículo foi adquirido e em uma segunda, também da GM, além de outras três, de marcas que comercializam modelos concorrentes. Assim, visitamos as Chevrolet Carrera e Anhembi. Na primeira, a grata surpresa: oferta de R$ 76.000. Em contrapartida, a Anhembi fez a pior proposta: decepcionantes R$ 60.000. Na tabela Fipe, no início de janeiro, a picape de Longa (cabine dupla LTZ 2.5 flex 4×4) estava cotada em R$ 90.617. Nas casas rivais, apenas a Ventuno, da Fiat – que irá vender a Toro a partir de fevereiro –, igualou a proposta da Anhembi, de R$ 60.000. A Toyota Sorana pagaria R$ 70.000 por nossa S10, na troca por uma Hilux, mesmo valor ofertado pela Ford Forte, na troca por uma Ranger.

A etapa final nos levou a três lojas independentes. Assim como fizemos nas concessionárias, oferecemos a picape como parte de pagamento de um carro de maior valor. Ouvimos, na média, propostas melhores: R$ 70.000 na Centauro e na Paulinho e R$ 72.000 na Safra.

Tomando por base o preço pago em janeiro de 2015 (R$ 89.335, já descontado o valor para frotistas, que pode chegar a 18% de abatimento) mais o valor gasto na compra de acessórios, que, aliás, deveriam vir de série, como protetor e cobertura de caçamba (R$ 1.900) e tapetes com presilhas de fixação (R$ 170), a simulação de venda revelou uma desvalorização entre 17% e 34%. Uma variação grande a ponto de classificá-la tanto como um mau quanto como um bom negócio. E essa disparidade de avaliação ocorre dentro da própria rede Chevrolet. Ou seja: vai trocar sua S10? Pesquise muito antes de passá-la adiante.

Chevrolet S10 – 60.185 km
CONSUMO
No mês: 6 km/l com 26,1% de rodagem na cidade
Desde janeiro 2015: 5,8 km/l com 21,5% de rodagem na cidade
Combustível: etanol
GASTOS NO MÊS
Combustível: R$ 1.558
FICHA TÉCNICA
Versão: LTZ 2.5
Motor: dianteiro, longitual, 4 cil, flex, 206/197 cv a 6.000 / 6.300 rpm, 27,3 / 26,3 mkgf a 4.400 rpm
Câmbio: manual, 6 marchas, 4×4
Continua após a publicidade

Publicidade