Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Jeep Compass ganha, enfim, pneus novos e passa a rodar como carro novo

Fontes de ruído e com garantia negada, os pneus Pirelli originais do Jeep Compass foram, enfim, trocados por quatro pneus novos

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 out 2023, 05h00

Após 70.000 km, os pneus Pirelli Scorpion Verde originais do nosso Jeep Compass Longitude chegaram ao fim. Até que duraram muito, mas pelo menos metade desse tempo incomodaram com um barulho chato, que chegou a render uma troca de rolamento em garantia, causada por desgaste irregular entre os sulcos. A Pirelli negou garantia por defeito de fabricação.

Buscamos orçamentos dos pneus 225/55 R18 das principais marcas. Os mais caros eram os Bridgestone Turanza T005, por R$ 1.422, na Pneus Paulista; seguidos pelos Michelin Primacy 4, por R$ 1.094, na Lopes Oficina; e pelos próprios Pirelli Scorpion, a R$ 999, na Campneus. Na Roma Pneus encontramos os Con-tinental Premium Contact 6, por R$ 971, e os Goodyear EfficientGrip estavam por R$ 969 na loja Ferraresco.

Quatro Rodas está nos Canais do WhatsApp; clique e participe!

Compass Longa
Scorpion tinham buracos na banda (Leonardo Barboza/Quatro Rodas)

Nenhum deles bateu o preço dos Firestone Destination LE2 que encontramos por R$ 767 na Pneus Douglas. Não é o melhor deles, de acordo com o programa de etiquetagem do Inmetro. Mas as notas C no molhado e na eficiência e os 71 dB de ruído estão na média. Nos pareceu um bom custo/benefício. Teremos mais 30.000 km para confirmar isso. O jogo com quatro pneus custou R$ 3.068 e cobraram mais R$ 180 por balanceamento e alinhamento da direção, mas não cobraram montagem. Na retirada dos antigos, deu para ver que todas as bandas de rodagem estavam irregulares e com picotes na borracha.

Compartilhe essa matéria via:

Pneus novos sempre são uma maravilha, é verdade. Mas agora nosso Compass não destraciona em arrancadas mais fortes, está mais estável em curva e roda mais confortável. Além, claro, de estar muito silencioso. Pelo menos por enquanto.

Agora nosso SUV médio se aproxima de sua sexta revisão, que será feita aos 72.000 km.

Jeep Compass – 70.354 km

Ficha técnica:
Versão: Longitude 80 anos 1.3 Turbo
Motor: 4 cil., diant., transversal, 1.332 cm3, 16V, turbo, injeção direta, 185/180 cv a 5.750 rpm, 27,5 kgfm
a 1.750 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
Seguro: R$ 3.268 (Perfil Quatro Rodas)
Revisões: Até 96.000 km – R$ 5.819
Gasto no mês: Combustível: R$ 2.254
Revisão: R$ 3.248
Consumo: No mês: 9,4 km/l com 30,6% de rodagem na cidade
Desde agosto/21: 9,7 km/l com 32,9% de rodagem na cidade
Combustível: Flex (gasolina)

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.