Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Citroën C4 Picasso

Equipada e com acabamento bem-cuidado, C4 Picasso reedita as virtudes das minivans

Por Paulo Campo Grande Atualizado em 9 nov 2016, 14h35 - Publicado em 20 jul 2015, 17h21
impressoes

Nem só de SUVs vive o mercado dos pais de família. Mês passado, a VW lançou a perua Golf Variant. E agora é a vez de a Citroën apostar em uma minivan, outro tipo de carro para pais e filhos. A nova C4 Picasso chega em dezembro, em duas versões: Picasso, de cinco lugares, e Grand Picasso, para sete pessoas.

Para antecipar a novidade, fomos até a França avaliar a minivan. Dirigimos a Grand Picasso na versão topo de linha Exclusive completa. Entre os destaques, há o para-brisa panorâmico, o monitor central e 12 polegadas e os bancos individuais para todos os ocupantes, que devem equipar todas as versões comercializadas no Brasil. Além desses itens, existem os que devem permanecer pelo menos na versão mais cara, como o teto solar, a central multimídia (com câmera de ré, visão 360 graus e GPS), o ar-condicionado com saídas e controle de ventilação para as três fileiras de bancos e os sistemas de segurança, como piloto automático adaptativo, alerta de pontos cegos e detetor de mudanças de faixa.

A motorização da unidade avaliada era a mesma que teremos no Brasil: 1.6 THP de 165 cv, já presente

no C4 Lounge, com o câmbio automático de seis marchas. No começo, esse motor rodará apenas com gasolina, mas a Citroën já está trabalhando em uma versão flex.

O que mais chama atenção na Grand Picasso, ainda do lado de fora, são as luzes de posição com leds, instaladas acima dos faróis. Na traseira, as lanternas têm um recorte incomum. Os mais atentos vão notar – e aprovar – o prolongamento das barras longitudinais, que se esticam do capô dianteiro até a coluna traseira. Por dentro, o painel rouba a cena pelo acabamento bem-cuidado, com diferentes cores e texturas contrastantes. Os bancos seguem a estratégia de misturar materiais: tecido, tecido emborrachado e couro. Os encostos de cabeça têm abas ajustáveis, iguais às dos aviões. No assento do passageiro dianteiro, há ainda apoios para as pernas, enquanto os ocupantes de trás contam com duas mesinhas rebatíveis com luz de leitura.

Continua após a publicidade

A vida a bordo foi prioridade para os projetistas. Na primeira fila, a alavanca do câmbio migrou para a

coluna de direção, dando lugar a um grande porta-objetos entre os bancos. Na segunda fila, os assentos podem ser deslocados em grupo ou individualmente para liberar espaço na terceira fila ou para bagagem. O amplo porta-malas tem 645 litros, mas com os dois bancos extras armados ele fica com 170 litros e um apertado espaço para as pernas naquela fileira.

Nosso test-drive percorreu cerca de 150 km entre Paris e a região de Picardie, conhecida pelos castelos, entre eles o de Raray, que aparece nas fotos. Passamos por ruas e estradas, de asfalto liso e de pedras, e na maioria dessas situações a Picasso se saiu bem. No trânsito, ela se mostrou fácil de manobrar, graças a sua direção leve e obediente. A suspensão também fez boa figura, rodando com suavidade nas retas e segurando as oscilações da carroceria nas curvas. A exceção ficou com o piso de pedras, onde era possível sentir as batidas secas nos amortecedores.

O desempenho da Picasso é interessante. Ela foi pouco exigida nas vias predominantemente planas de Picardy e com limites de quilometragem que oscilaram entre 30 km/h nas ruas e 110 km/h nas estradas. Mas uma minivan não é o tipo de carro para ser dirigido esportivamente. É um carro familiar e, como tal, a Picasso se revelou bem-resolvida.

Ainda sem preço definido, a C4 chegará ao mercado nacional custando cerca de 20% mais do que custava na geração anterior, segundo expectativa dos revendedores. Isso significa cerca de R$ 105 000 (Picasso) e R$ 115 000 (Grand Picasso).

VEREDICTO

A Grand Picasso é um veículo seguro e bem-equipado, que acomoda uma família com conforto e espaço suficiente para as pessoas poderem interagir durante as viagens.

FICHA TÉCNICA
Motor diant. transv., 4 cil., 16V, turbo, injeção direta
Cilindrada 1 598 cm³
Diâmetro x curso 77 x 85,8 mm
Taxa de compressão 10,5:1
Potência 165 cv a 6 000 rpm
Torque 24,5 mkgf a 1 400 rpm
Câmbio automático, 6 marchas, tração dianteira
Dimensões comprimento, 443 cm; altura, 161,5 cm; largura, 183,5 cm; entre-eixos, 278,5 cm
Peso 2 060 kg
Porta-malas/caçamba 170/645/1843 litros (com 7/5/2 ocupantes)
Tanque 57 litros
Suspensão dianteira McPherson
Suspensão traseira eixo de torção
Freios discos ventilados
Direção elétrica
Pneus 205/60 R16
0 a 100 km/h 8,5 segundos
Velocidade máxima 210 km/h
Continua após a publicidade

Publicidade