Clique e assine por apenas 8,90/mês

Chrysler 300C

Sedã americano é novamente reestilizado e já está à venda no Brasil

Por Ulisses Cavalcante, de Troy (EUA) - Atualizado em 9 nov 2016, 14h38 - Publicado em 18 ago 2015, 19h41
impressoes

A Chrysler já começou a vender no Brasil o 300C reestilizado. É a segunda vez que essa geração do sedã passa por uma reformulação de estilo – a primeira foi em 2011 -, e agora o modelo também conta com novos equipamentos. Por aqui, será equipado com um motor V6 3.6 de 296 cv e transmissão de oito marchas. Em versão única, tem preço sugerido de R$ 204.900.

chrysler-300-3.jpeg

Na parte externa, a grande diferença está na dianteira. A grade do radiador foi aumentada em 33% e o logotipo da Chrysler passou para a grelha – antes ficava na moldura da peça. Além disso, todos os cromados brilhantes foram substituídos por cromo fosco. E isso conferiu mais elegância ao visual. A régua cromada sob os faróis dianteiros foi eliminada, providência que colabora para limpar o visual do carrão. Agora há um aplique cromado que faz a ornamentação da parte inferior do para-choque, conectando os faróis de longo alcance. A traseira também tem novidades, mas as mudanças são menos óbvias. As lanternas receberam leds e um novo perfil, mais alinhado à lataria do porta-malas.

chrysler-300-4.jpeg

Por dentro, a alavanca de câmbio convencional deu lugar a um botão seletor giratório – a exemplo dos outros modelos da linha, como o 200. Se preferir, o motorista pode efetuar as trocas de marcha manualmente por meio de borboletas atrás do volante, já que a transmissão é do tipo automática sequencial. Outra novidade é uma tela de alta definição de 7 polegadas no centro do quadro de instrumentos. Em conjunto com o display central do sistema multimídia, não é preciso desviar os olhos da pista para obter informações relevantes à navegação ou sobre o veículo. Antes de curvas, o sistema de GPS exibe simultaneamente a ação a tomar nas duas telas.

chrysler-300-2.jpeg

Dotado do sistema UConnect, nos Estados Unidos o veículo fica o tempo todo conectado à internet. É possível consultar informações de localidades, atualizações climáticas e até de condições do tráfego. Durante o test-drive, um aviso de tempestade foi dado pelo carro antes de o veículo chegar à região com chuva. Outra vantagem é a possibilidade de utilizar a tecnologia como um hotspot para internet. Os ocupantes têm a possibilidade de sincronizar smartphones ao veículo via wi-fi e aproveitar o sinal fornecido pelo carro.

Continua após a publicidade
chrysler-300-6.jpeg

O novo 300C conta com 10 cv a mais na motorização V6 3.6, resultado de um novo acerto na central eletrônica do propulsor. E a tração continua limitada às rodas traseiras. Nos Estados Unidos, é possível escolher entre uma gama bem extensa de configurações. São quatro versões (300 Limited, 300S, 300C e 300C Platinum), duas opções de motor (V6 3.6 e V8 5.7) e duas opções de tração (traseira ou AWD).

chrysler-300-5.jpeg

Há sistema de aquecimento para todos os bancos e volante. E os lugares da frente contam com ventilador interno para o encosto e assento. Há ajustes elétricos e memória de posição para motorista e passageiro. Todos os recursos são controlados pela tela touchscreen de 8,4 polegadas do painel. A Chrysler optou por centralizar nesse display os controles de configuração do veículo. Nela é possível exibir informações da viagem, dados do computador de bordo e até sobre o veículo, como temperatura do motor e do câmbio, pressão dos pneus e mapas do GPS. A interface é simples de usar e ajuda a reduzir a quantidade de botões físicos na cabine.

– Usado do mês: Chrysler 300C

Embora o 300C não seja tradicional no Brasil, é um carro icônico nos Estados Unidos. Além de ser o modelo de maior prestígio na gama da Chrysler, é um sexagenário. O primeiro 300 foi lançado em 1955, na versão cupê. Para alguns entusiastas do mundo automotivo, o Chrysler 300 é considerado o primeiro muscle car do mundo, já que era o mais potente da época, superando o Corvette, por exemplo, e tinha ajustes mecânicos oriundos de tecnologias desenvolvidas nas pistas, como o sistema de carburação dupla.

FICHA TÉCNICA
Motor dianteiro, longitudinal, V6, 24 válvulas
Cilindrada 3 604 cm3
Diâmetro x curso 96 mm X 83 mm
Taxa de compressão 10,2:1
Potência 296 cv a 6 350 rpm
Potência específica 82,1 cv/litro
Torque 36 mkgf a 4 800 rpm
Câmbio automático, 8 marchas, tração traseira
Dimensões comprimento 504,4 cm; altura 149,2 cm; largura 190,2 cm; entre-eixos 305,2 cm
Peso 1 828 kg
Porta-malas/caçamba 500 litros
Tanque 70 litros
Suspensão dianteira independente com braços duplos articulados
Suspensão traseira independente com braços múltiplos articulados (multi-link)
Freios discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira
Direção elétrica
Pneus 245/45 R20
0 a 100 km/h 7,9 segundos
Velocidade máxima 240 km/h
Publicidade