Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Chiadeira de inverno

Por Redação 29 set 2010, 22h06

37611 km

Nosso Smart tem sofrido com o frio intenso do inverno. E de uma forma inusitada. Em dias gélidos e com o carro parado há um bom tempo, era sair e ouvir a suspensão dianteira fazendo barulhos, como se houvesse algo solto – ou como se ele estivesse reclamando de ser acordado no inverno. A curiosidade é que, após rodar alguns quilômetros, os ruídos cessam. Estranho? Também achamos. Em tempo quente, os ruídos não comparecem. Antes de reclamar do fato ao concessionário, fomos buscar uma segunda opinião, com os especialistas da Suspentécnica.

Achar o defeito não foi fácil. Como rodamos um pouco – da redação até a oficina -, o sistema se aqueceu, reduzindo o ruído. A equipe da especializada ficou um bom tempo analisando o carro. E o ruído só surgiu após meia hora, quando resolvemos balançar o carro no chão. Naquele instante, bingo: dois mancais da barra estabilizadora – de borracha – apresentaram um discreto jogo. Curiosamente, o ruído some em dias mais quentes, ou após o carro rodar alguns quilômetros, pois, aparentemente, a borracha aquece, se dilata e a folga some. Outra folga notada foi nos batentes superiores dos amortecedores, mas que não gerava ruído.

Levamos o carro até a Europamotors, de São Paulo. Dois dias depois – e após uma cautelosa análise de um técnico da fábrica, segundo o consultor Gilson Marcos -, recebemos um orçamento. Não seria o primeiro do mês: aos 37 500 km, paramos na mesma concessionária para a troca de óleo do motor, ao salgado custo de 315 reais. Cada litro do óleo Mobil nos custou 61 reais, enquanto o filtro saiu por 71 reais.

Continua após a publicidade

A surpresa ficou nesse segundo orçamento. Por telefone, o consultor nos informou que iriam fazer a “revisão” do carro, trocando o óleo do motor e filtro – itens trocados 2 500 km antes -, além de nos cobrar pelo serviço de reaperto, lubrificação e revisão da suspensão dianteira e, também, por um coxim de câmbio danificado. Isso com o carro na garantia. Questionamos inicialmente o óleo e o filtro de óleo do motor. E o consultor rapidamente desfez a “confusão”. Mas continuou a afirmar que os demais serviços não eram cobertos pela garantia.

Ligamos para o serviço de atendimento ao cliente da Smart e relatamos o caso. Algumas horas depois, recebemos um retorno da marca, reforçando que um técnico da fábrica estava acompanhando o caso e que iria indagar da concessionária o motivo da cobrança. E prometeu uma resposta para o dia seguinte. Quem nos ligou, porém, foi o técnico da concessionária: “Detectamos um pequeno vazamento de óleo no motor, que pede a troca de um retentor. Tenho que descer o motor para arrumar, em garantia”, disse o técnico.

No dia seguinte, o SAC da Smart nos comunicou que teríamos de arcar com o conserto do coxim e com o reaperto da suspensão, pois, segundo o consultor, são itens não cobertos pela garantia. O custo disso foi de 190 reais pelo reaperto e 214,68 reais pelo coxim. Uma lâmpada do farol, modelo H7 (a terceira trocada no nosso Smart), também foi substituída, ao valor de 20,38 reais.

Consumo

No mês (58,3% na cidade): Gasolina – 11,3 km/l
Desde set/09 (43,1% na cidade): Gasolina – 12,1 km/l

Continua após a publicidade

Publicidade