Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Para encarar PL7, Chevrolet Spin e Tracker perdem câmbio manual

Cruze e Tracker perdem ainda o start-stop, enquanto Onix e Onix Plus adotam conexão sem fio para Android Auto e Apple CarPlay em mais versões

Por Guilherme Fontana Atualizado em 8 nov 2021, 16h22 - Publicado em 5 nov 2021, 15h06

As novas normas de emissões e ruídos e a insistente crise dos semicondutores seguem afetando a indústria. Por isso, na Chevrolet, diversos modelos produzidos a partir de 13 de dezembro passarão por alterações mecânicas e de equipamentos, segundo informações obtidas por QUATRO RODAS. A principal vem para Spin e Tracker, que perderão as versões com câmbio manual.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

A decisão está relacionada com as normas do Proconve L7, que passam a vigorar em janeiro de 2022 e ficarão mais rígidas.

Assim, a configuração de entrada com transmissão manual de seis marchas do SUV, que hoje sai por R$ 104.290, deixará de existir. Isso fará com que o preço inicial do Tracker se eleve, já que, na data de publicação desta reportagem, a versão imediatamente acima (LT automática) sai por R$ 113.390. Uma opção seria a criação de uma nova versão automática abaixo da LT.

Chevrolet Spin 2022
Spin passará a ter exclusivamente o câmbio automático de seis marchas Divulgação/Chevrolet

O fim do câmbio manual de seis marchas impactará ainda mais na Spin, atualmente disponível em três versões: LS, LT e Premier, com preços a partir de R$ 90.490.

O Tracker passará por mais uma baixa, desta vez ao lado da linha Cruze. Ambos os modelos deixarão de ser equipados com o sistema start-stop, que desliga e volta a ligar o motor do veículo automaticamente em paradas.

Continua após a publicidade

A retirada da função pode estar relacionada à falta de semicondutores, que ainda afeta a indústria em escala global.

Chevrolet Cruze
Cruze perderá a função start-stop Divulgação/Chevrolet

Por fim, o SUV também passará a ter a regulagem de altura dos faróis apenas nas versões topo de linha, Premier. As demais, que atualmente têm a função de série, perderão o item.

Morde e assopra

Para compensar os cortes, Tracker e Onix (hatch e Plus) ganharão mais conectividade, ainda segundo os dados exclusivos. Também para os veículos produzidos a partir de dezembro, a Chevrolet aumentará o número de versões equipadas com a versão mais moderna da central multimídia MyLink, com tela de 8 polegadas.

Versão esportivada RS foi uma das novidades da Chevrolet para o Onix em 2020
Versão esportivada RS também terá wi-fi nativo e espelhamento sem fio na central multimídia Fernando Pires/Quatro Rodas

No Tracker, a partir da versão LT, estarão disponíveis o sistema OnStar, Wi-Fi nativo, MyChevrolet App e conexão sem fio para Android Auto e Apple CarPlay.

Para Onix e Onix Plus, os mesmos sistemas serão oferecidos também nas versões LTZ, RS, Midnight, sempre integrados à tela touch-screen de 8 polegadas. Atualmente, apenas as versões Premier contam com todos os itens de conectividade.

Ainda não há informações sobre alterações nas gamas dos modelos afetados e/ou reajustes nos preços, nem se as novas regras do PL7 impactarão nos números de potência e torque dos motores de Onix, Tracker e Spin.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!

Continua após a publicidade

Publicidade