Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Volkswagen do Brasil dá férias coletivas para oito mil funcionários

Decisão afetou operários que trabalham na linha de montagem dos automóveis

Por Anaís Motta Atualizado em 9 nov 2016, 14h28 - Publicado em 6 Maio 2015, 15h07
geral

A Volkswagen decidiu interromper sua linha de produção por dez dias e deu férias coletivas a oito mil funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo, no interior de São Paulo. A suspensão ocorreu no último dia 4, segunda-feira, e atingiu todos os operários que trabalham na montagem dos automóveis – apenas os empregados do setor administrativo estão trabalhando.

Segundo a montadora, a iniciativa foi tomada para ajustar o volume de produção à demanda do mercado brasileiro, que tem diminuído muito nos últimos meses. A mesma decisão também foi tomada em outras fábricas da VW, como a de Taubaté (que tem 370 funcionários com suspensão temporária do contrato de trabalho) e a de São José dos Pinhais (com 570 trabalhadores na mesma situação).

Situação desagradável

Como já informado pelo site da Quatro Rodas, o mercado brasileiro despencou 24,35% em abril e a previsão é de que, no fim do ano, a queda total será de 18%. Só nos quatro primeiros meses de 2015, as vendas de carros acumulam retração de 18,03%.

O cenário é realmente desanimador.

Continua após a publicidade

Publicidade