Clique e assine com até 75% de desconto

Tudo o que muda no Honda HR-V 2019, que parte dos R$ 92.500

SUV compacto tem design atualizado e evoluções técnicas, mas está até R$ 3.000 mais caro

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 27 out 2018, 21h49 - Publicado em 23 out 2018, 10h50
Linha 2019 do HR-V tem atualizações visuais e técnicas DIvulgação/Honda

Maior sucesso da Honda no Brasil, o HR-V passa agora por sua primeira atualização desde o lançamento, em março de 2015.

Embora as mudanças no visual tenham sido feitas mudando peças plásticas – mais baratas e menos complicadas de fazer do que se mudasse chapas metálicas – a Honda aproveitou a ocasião para corrigir algumas questões técnicas.

Por exemplo, a suspensão tem novo acerto, a cabine ganhou mais isolamento acústico e o câmbio CVT ganhou programação. O HR-V também ficou mais completo desde a versão de entrada, LX.

Lanternas traseiras com leds estão em todas as versões DIvulgação/Honda

Em compensação, também está mais caro.

A versão LX parte dos R$ 92.500, um aumento de R$ 2.300 sobre os R$ 90.200 cobrados na linha 2018. Já a EX aumentou R$ 1.600, de R$ 97.100 para R$ 98.700. Por enquanto a versão mais cara será a EXL, de R$ 108.500 – custava R$ 105.500 na linha 2018, um aumento de R$ 3.000.

Vamos às mudanças.

Dianteira

Para quem reclamava do aspecto dos faróis de parábola simples do HR-V, a Honda passou a usar bloco elíptico, que não só muda aspecto visual como também promete otimizar o facho do farol.

Faróis ganharam bloco elíptico e leds em todas as versões Divulgação/Honda

A peça também integra luzes diurnas de led, que antes estavam apenas na versão topo de linha Touring e agora equipará também as LX, EX e EXL.

Os novos faróis têm prolongamento cromado na parte superior, que dá a ideia de unidade com a grade com barra mais grossa. É uma característica de design que vem de outros modelos da marca, como Civic, Fit e City.

Cromados sobre os faróis se integram à grade Divulgação/Honda

O para-choque também muda, e tem nicho maior para os faróis de neblina – que passam a ser de série também na versão LX. Por causa dele, o comprimento aumentou de 4,29 m para 4,33 m.

Versão LX não tem repetidores de seta nos retrovisores Divulgação/Honda

A EXL tem novos equipamentos, como acendimento automático dos faróis, os retrovisores com rebatimento elétrico – os retrovisores com repetidores de seta estão presentes desde a versão EX.

Lateral

O HR-V mantém as rodas aro 17 com pneus 215/55, mas elas têm novo desenho – o mesmo adotado pelo modelo nos Estados Unidos. Uma coisa que não muda é que o SUV usa a mesma roda em todas as versões.

Novas rodas diamantadas aro 17 equipam todas as versões Divulgação/Honda

Traseira

Antes exclusivas da versão Touring, as lanternas com leds passam a estar presentes em todas as versões do Honda HR-V. A peça, inclusive, é muito parecida com a da versão topo de linha, mas é escurecida e tem moldura cinza em sua parte inferior.

Continua após a publicidade
Lanterna com leds é muito parecida com a do Touring DIvulgação/Honda

Por dentro

Em vez de acabamento fosco, o console central passa a ter acabamento piano black, brilhante. Nas portas, maçanetas e alto-falantes ganharam mais destaque com molduras cromadas para seus nichos.

Versão LX: rádio de 5″ e ar-condicionado manual Divulgação/Honda

Também há mudanças nos bancos dianteiros, que ganham apoios laterais mais robustos e assento com a parte frontal 1,5 cm mais alta, para dar maior suporte às coxas do motorista e do carona.

Versão LX: rádio de 5″ e ar-condicionado manual Divulgação/Honda

Na versão EXL, o quadro de instrumentos ganha iluminação em seus três aros, sendo que o do meio pode ser personalizado em sete cores. Mas ele pode funcionar como nas demais versões, onde o aro central fica mais verde conforme a condução se torna mais eficiente.

Maçanetas e alto-falantes ganham aros cromados Divulgação/Honda

A mesma versão ainda passa a ter seis airbags e central multimídia com tela de sete polegadas compatível com Android Auto e Apple Carplay. As demais versões têm aparelho com tela de 5 polegadas, que na versão EX exibe imagens da câmera de ré.

Só a versão EXL tem duas portas USB Divulgação/Honda

Outros novos equipamentos da EXL são o acendimento automático dos faróis, os retrovisores com rebatimento elétrico – os retrovisores com repetidores de seta estão presentes desde a versão EX – e as duas portas USB sob o console central, ocupando o lugar onde havia a porta HDMI da central antiga.

Mecânica

O motor 1.8 16V i-VTEC Flex segue inalterado. Tem 139/140 cv e 17,4/17,3 mkgf de torque. Mas o câmbio automático CVT que simula sete marchas tem nova programação.

Câmbio CVT foi reprogramado para ficar mais confortável em acelerações DIvulgação/Honda

A Honda quis deixar as rotações mais baixas nas acelerações intermediárias para melhorar o conforto. Para isso, limitou o ganho imediato de rotação nessas circunstâncias, para deixar as rotações subirem lentamente, como em um câmbio automático convencional.

Também de olho no conforto, o Honda HR-V tem novos amortecedores. De dezembro de 2015 a setembro deste ano, a marca testou 46 conjuntos dianteiros e 12 diferentes configurações de pares traseiros buscando mais progressividade na compressão e descompressão.

SUV ganhou amortecedores com stop hidráulico, que evitam batidas secas DIvulgação/Honda

Os novos amortecedores trocam o tensionamento interno de molas por discos retificados. Além disso, tem stop hidráulico, que vai diminuir bastante pancadas secas na suspensão.

Também houve preocupação com o isolamento acústico da cabine. Mas o isolamento muda radicalmente de acordo com a versão.

O isolamento acústico muda de acordo com a versão DIvulgação/Honda

Enquanto as LX e EX têm reforço apenas na parede corta-fogo (que separa a cabine do motor) e no assoalho do carona, a EXL tem ainda mais isolantes na corta-fogo, em todo o assoalho, por trás dos painéis de porta, no porta-malas e até nos para-lamas dianteiros.

E a versão Touring?

A versão topo de linha lançada em abril de 2017 não foi esquecida, mas só será lançada em 2019.

De novo na traseira, só as novas lanternas DIvulgação/Honda

Alguns de seus equipamentos exclusivos, como os seis airbags, as luzes diurnas de led e as lanternas com leds foram adotados em outras versões. Por isso a Honda deve trabalhar em novos equipamentos, além dos faróis full-led e dos sensores de estacionamento e de chuva.

  • Uma das possibilidades é que o HR-V Touring receba o motor 1.5 turbo de 173 cv do Civic Touring. Na linha 2018, seu último preço de tabela é R$ 110.500.

    Continua após a publicidade
    Publicidade