Clique e assine por apenas 8,90/mês

Toyota promete trio de esportivos: Supra, MR2 e um novo GT86

Engenheiro-chefe da marca japonesa admite que trinca de esportivos deve se tornar realidade nos próximos anos

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 7 abr 2017, 19h37 - Publicado em 9 mar 2017, 19h08
Conceito FT-1 pode (e deve) inspirar o design do novo Supra divulgação/Quatro Rodas

Os fãs de esportivos japoneses podem ter motivos de sobra para comemorar nos próximos anos. Segundo informações da revista EVO, a Toyota pretende ressuscitar Supra e MR2, que se juntariam à nova geração do GT86. A publicação cita como fonte o diretor da Gazoo Racing (divisão de competições da Toyota) e engenheiro da marca, Tetsuya Tada.

Os projetos estariam em andamento e devem ser lançados em breve. Há muito tempo aguarda-se o lançamento de um novo Supra, que está sendo desenvolvido em parceria com a BMW – que aproveitará o projeto para lançar um novo Z4 e o inédito Z5.

O Toyota Supra é um dos ícones dos anos 90
O Toyota Supra original é um dos ícones dos anos 90 divulgação/Toyota

Segundo Tada, “o veículo (Supra) deve ser mais leve que seus rivais”, nos moldes de um Porsche Cayman, carro que o engenheiro já revelou admirar. Quanto ao design, a tendência é que o conceito FT-1, revelado ao mundo no Salão de Detroit de 2014, sirva como fonte de inspiração para o estilo do novo Supra.

O MR2 não terá uma nova geração, e sim um sucessor nos mesmos moldes que o tornaram um sucesso de vendas entre 1984 e 2007: um esportivo compacto de dois lugares com motor central e tração traseira. Ainda não há confirmação oficial, mas o modelo pode ser inspirado no S-FR Racing Concept, um conceito e quatro lugares com motor dianteiro e tração traseira.

Continua após a publicidade
O Toyota MR2 tinha motor central e tração traseira
O Toyota MR2 tinha motor central e tração traseira divulgação/Quatro Rodas

As especificações são, de fato, diferentes, mas ambos seriam conectados por um ponto vital: a combinação de motor potente com baixo peso.

Fruto de um projeto conjunto com a Subaru, o GT86 nunca foi vendido oficialmente no Brasil divulgação

Já o GT86 não deve sofrer alterações radicais em sua fórmula, embora Tadashi (um dos responsáveis pelo projeto original) “esteja trabalhando duro” para desenvolver um carro mais leve e simples possível.

A equipe de engenheiros da Toyota também cogita aplicar a tecnologia híbrida de seus protótipos do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) no GT86, mesmo que isso ocorra apenas após o lançamento da nova geração do esportivo.

Publicidade