Clique e assine por apenas 8,90/mês

Toyota lança novas transmissões automáticas de 8 e 10 marchas

Sistemas substituirão as transmissões CVT em veículos com plataforma TNGA

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 16 dez 2016, 16h01 - Publicado em 16 dez 2016, 15h59

Apesar das críticas ao funcionamento artificial dos câmbios do tipo CVT, a Toyota sempre foi uma de suas grandes defensoras por ser o tipo de transmissão mais equilibrada entre eficiência e progressividade. Mas a fabricante japonesa resolveu escutar os fãs das trocas de marcha e criou uma nova família de transmissões automáticas de oito e dez marchas, a Direct Shift.

Direct Shift de 8 marchas
Direct Shift de 8 marchas ao natural: pequena e leve Divulgação

A Toyota até prepara uma nova geração de seu CVT, mas as estrelas de sua gama de modelos serão as transmissões automáticas com conversor de torque que prometem rapidez nas respostas e, principalmente, mais eficiência. O resultado seria um funcionamento com redução de até 50% nas perdas de energia por atrito.

Transmissão Direct Shift de 8 marchas
Transmissão Direct Shift de 8 marchas é mais compacta e leve que as anteriores Divulgação

As novas transmissões trabalham com conversores de torque compactos e de alto desempenho, com uma faixa mais ampla de bloqueio de engrenagens, proporcionando respostas mais rápidas. Ao estilo Hyundai, a Toyota afirma que a versão de dez marchas vai oferecer as trocas de marcha mais suaves e rápidas do mundo.

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=IPjjqcj2HOw&w=560&h=315]

Continua após a publicidade

As duas novas transmissões foram criadas para demandas de diferentes modelos da linha Toyota, mas a fabricante não esconde que elas serão aplicadas na plataforma modular TNGA, já em uso pela nova geração do Prius e pelo SUV compacto C-HR, e futuramente utilizada na próxima geração do Corolla.

Direct Shift para veículos híbridos
Também há versão da Direct Shift para veículos híbridos com tração traseira, com motor elétrico acoplado ao câmbio Divulgação

A Direct Shift de oito marchas é dedicada aos carros com tração dianteira e motor transversal, enquanto a de dez marchas será aplicada em modelos de tração traseira ou integral e com motores longitudinais, e também terá versão com motor elétrico acoplado para veículos híbridos. A estreia pode ser na próxima geração do Toyota Camry, prevista para o ano que vem.

Publicidade