Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Toyota Hilux ganha versão elétrica feita sob medida para mineradoras

Modelo convertido aposta no torque instantâneo e baterias generosas para se destacar. Sucesso da iniciativa pode fazer com que o Brasil siga mesmo caminho

Por Eduardo Passos
19 jan 2023, 02h38

Cada vez mais, carros a combustão vêm sendo convertidos em modelos elétricos, preservando o estilo e, basicamente, alterando o meio de propulsão. Além de curioso e divertido, o método apresenta vantagens comerciais, que serão exploradas por mineradoras da Austrália.

O país oceânico terá uma frota com milhares de Toyota Hilux, que abrirão mão do motor turbo diesel e usarão apenas energia elétrica. A iniciativa é um trabalho conjunto entre a SEA Electric — especialista nesse tipo de conversão — e a MEVCO, que presta serviços de frota para um dos país líderes globais em mineração.

Poucos detalhes foram adiantados, mas a SEA Electric destacou que as caminhonetes serão completamente funcionais, aguentando todo o tranco que se espera de um veículo que serve às mineradoras. Ao todo, 8.500 Toyota elétricos serão produzidos, com a Hilux compondo maioria deles e o Land Cruiser fechando a conta.

A ideia é instalar um sistema de média tensão, que dispensa gerenciamento térmico ativo das baterias e, desse modo, reduz custos e facilita manutenção. Haverá opções tanto 4×2 quanto 4×4, além de dois tamanhos de bateria.

SEA Electric já tem experiência na conversão veículos comerciais em versões elétricas, como o Isuzu da foto
SEA Electric já tem experiência na conversão veículos comerciais em versões elétricas, como o Isuzu da foto (SEA Electric/Divulgação)

No menor deles, com 60 kWh, o alcance é de 260 km, segundo estimativas. A versão de 80 kWh tem alcance de 380 km e ambas podem ser carregadas em corrente contínua; suficiente para levar a carga de zero a 80% em menos de uma hora. Além disso, as células de energia têm cinco anos de garantia.

O motor elétrico é dianteiro e, segundo dados de fábrica, terá 182 cv. A grande vantagem está nos 71,4 kgfm de torque, que, entregues instantaneamente, prometem melhorar bastante a operação em terrenos desafiadores.

Com a Austrália sempre próxima do Brasil na lista dos maiores mineradores do mundo, o sucesso no outro lado do Hemisfério Sul pode, certamente, estimular medidas parecidas aqui.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.