Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Top Ten: as versões bastardas dos carros nacionais

Gerados fora das fábricas, eles vieram ao mundo para agradar os anseios do mercado

Por Redação Atualizado em 8 Maio 2021, 00h34 - Publicado em 18 mar 2016, 20h35

Uno Cabriolet Sultan

1. UNO CABRIOLET

Uno Cabriolet Sultan

Em 1985, não havia Fiat conversível. Então a Sultan, concessionária paulistana, desenvolveu o Uno Cabriolet, cuja publicidade o chamava de “o Fiat dois tempos”, ideal tanto para os dias de chuva quanto os de sol. Só o motor 1.3 não brilhava, por causa dos 134 kg a mais da conversão.

2. KA SRT

Ka SRT

Em 2000, o segmento dos esportivos nacionais não tinha o mesmo fervor dos anos 80 e 90, o que não impediu a Souza Ramos de tentar reacendê-lo com o Ford Ka SRT. O 1.0 recebia um turbo que elevava a potência em 20% (78 cv), mas sem alterar a velocidade final.

3. CARAVAN 4 PORTAS

Caravan 4 portas

Como no início dos anos 90 a VW Quantum era a única perua nacional com quatro portas, empresas como Guaporé Veículos e Sulam investiam nesse mercado. A transformação era feita a partir de um Opala 4 portas, que ganhava o teto e a traseiro da Caravan.

4. PERUA MONZA

Perua Monza

Em 1985, a GM não tinha uma perua para para brigar com a Quantum. Coube à Envemo lançar a Monza Envemo Camping, cujo porta-malas quase dobrava: 786 litros. Só o espaço no mercado não teve a mesma amplitude, pois a conversão custava quase a metade de uma Chevrolet Marajó.

5. PERUA MAVERICK

Perua Maverick

Continua após a publicidade

O mercado de peruas ainda engatinhava quando a SR criou a versão para o Maverick em 1976. Muitos chegaram a levar seus carros usados para transformação, porque no final saía mais barato que comprar uma Caravan nova, que não tinha opção das duas portas extras nem do motor V8.

6. KOMBI MOTORHOME

Kombi Safari

Entre os diversos projetos da Karmann Ghia, o Mobil Safari foi um dos mais curiosos. Era um motorhome montado no chassi da Kombi, com direito a cama, sofá, mesa, cozinha e até banheiro com ducha.

7. FUSCA BAJA

Fusca Baja

A Menon Cross Center foi a pioneira na transformação dos Fusca para andar na terra – era uma resposta aos bem-sucedidos bugues dos anos 60. Porém, por causa do alto preço na época, o Bajanet acabou indo para o brejo.

8. PAMPA SR XP

Pampa SR XP

Quase duas décadas antes da Strada, a Souza Ramos criaria em 1991 o segmento das picapes leves de cabine dupla, no caso uma Ford Pampa adaptada. Além de para-choques e grade próprios, ela recebia uma cobertura extra de fibra de vidro, além do banco traseiro.

9. OPALA AVALLONE PRESIDENCIAL

Opala Avallone Diplomata Presidencial

Os Opala foram uma alternativa ao fim da produção do Ford Landau, em 1983, para servir de limusine às autoridades e empresários brasileiros. Além de Sulam e Envemo, a Avallone também fez alguns em 1988. Baseado no Diplomata, ele tinha 1,1 metro a mais de entre-eixos.

10. CORCEL TARGA

Corcel Targa

O primeiro Ford conversível viria em 1985, com o Escort XR3, mas antes a concessionária Caltabiano criou o Corcel Targa. Feito em 1980, ele só era vendido sob encomenda e demorava até 30 dias para ficar pronto. Só a transformação custava 80% do valor de um Fusca 1300.

Continua após a publicidade

Publicidade