Clique e assine com até 75% de desconto

TNGA: a base do futuro da Toyota

Plataforma global será aproveitada nos próximos modelos

Por Péricles Malheiros Atualizado em 9 nov 2016, 14h22 - Publicado em 6 mar 2015, 19h10
segredo

Uma fonte ligada à Toyota do Brasil informa que o Yaris flagrado por QUATRO RODAS é, na verdade, uma mula de desenvolvimento da plataforma TNGA (Toyota New Global Archtecture). Essa arquitetura é a resposta da marca japonesa à plataforma MQB do Grupo Volkswagen, com quem a Toyota trava uma incrível batalha pela liderança de vendas globais. O raciocínio envolvido na estratégia é o mesmo em ambas as fábricas: ter uma base flexível a ponto de abrigar produtos distintos e comunizando sistemas, partes e peças. Eis o motivo para que você veja, cada vez mais, o mesmo volante de direção e botões de vidros elétricos, por exemplo, em carros diferentes.

“Para a fábrica, quanto maior a aplicação de um mesmo item, maior é a redução de custos na produção ou compra”, explica nossa fonte. “A TNGA é ainda mais flexível e versátil do que a MQB da Volkswagen, o que lhe permite servir de base para a futura geração de veículos completamente distintos, do híbrido Prius à Hilux, passando pelo Yaris e Corolla”, completa.

Ainda segundo nossa fonte, a TNGA seguirá em desenvolvimento no Brasil até o fim de 2017, com os primeiros produtos lançados em 2018.

Publicidade