Clique e assine por apenas 8,90/mês

Tesla S quebra recorde das avaliações do Consumer Reports

Sedã da Tesla ultrapassa nota máxima e exige novos parâmetros de avaliação na tradicional publicação americana

Por Anaís Motta - Atualizado em 9 nov 2016, 14h39 - Publicado em 27 ago 2015, 17h53
fabricantes

Brutalmente rápido, com aceleração instantânea: assim foi definida a performance do Tesla Model S P85D em teste realizado pela revista Consumer Reports, o Consumer Reports Ratings. Nenhum outro carro teve desempenho tão bom quanto o sedã elétrico da montadora norte-americana – um recorde nos quase 80 anos de história das avaliações.

O carro vai de 0 a 60 mph (ou 96 km/h) em apenas 3,5 segundos e seu motor permanece quase inaudível durante toda a aceleração. Em relação aos outros modelos S da Tesla, o P85D (uma versão com dois motores e tração integral) também tem melhor frenagem e dirigibilidade, além de ser mais eficiente em termos energéticos: quando totalmente carregado, roda o equivalente a 36,9 km por litro de gasolina.

Sua pontuação no Consumer Reports Ratings foi, no mínimo, curiosa. O sedã obteve nota 103 em um sistema que, por definição, não deveria passar de 100 – e algumas alterações no placar geral foram feitas para adequar o novo marco atingido pelo modelo.

De acordo com os responsáveis pelo ranking, no entanto, a boa classificação do P85D não o faz perfeito. Os materiais usados em seu interior não são tão opulentos como aqueles presentes em modelos do mesmo segmento e sua bateria tem alcance de 320 km, o que impossibilita uma viagem mais longa.

Com preço inicial de US$ 127.820 (mais de R$ 400 mil), o sedã é um luxo para poucos, mas seu desempenho é notável e impressiona, além de definir novos padrões de eficiência a serem alcançados pelos demais modelos.

Continua após a publicidade

Sobre o Consumer Reports Ratings

O Consumer Reports Ratings é uma avaliação de desempenho realizada pela revista norte-americana Consumer Reports. Mensalmente, a publicação divulga análises e comparações de produtos e serviços com base nos relatórios obtidos em seu próprio laboratório de testes e centro de pesquisa. A revista não aceita publicidade, paga por todas as mercadorias que testa e, por ser uma organização sem fins lucrativos, não possui acionistas. A Consumer Reports existe desde 1936 e tinha, em 2013, aproximadamente oito milhões de assinantes de sua revista, website e outras publicações. Trata-se, hoje, da maior organização independente de teste de produtos do mundo.

Leia mais:

– Impressões: Tesla Model S

– Tesla vs New York Times: polêmica online

Continua após a publicidade
Publicidade