Soluções práticas que todo carro poderia ter

Fundo falso no porta-malas, porta-objetos sob o banco e rebatimento modular dos assentos: veja invenções que facilitam nosso dia-a-dia

Porta-copos do Honda Fit Bebida quente? No Fit nunca mais

Bebida quente? No Fit nunca mais (Honda/Divulgação)

Algumas pessoas crêem que os carros estão parecidos demais – essa crítica não é rara em fóruns virtuais e em comentários no Facebook.

E esse fenômeno tende a piorar, por conta de leis rígidas de segurança e até de emissão de poluentes. Por serem projetos globais, as fábricas acabam homogeneizando o visual para evitar rejeição em determinados mercados.

Porém, alguns modelos se destacam nos detalhes, trazendo soluções criativas para problemas corriqueiros que nos fazem questionar: “por que ninguém pensou nisso antes?”.

Separamos alguns exemplos. Lembra de outros? Divida conosco.

Sistema de rebatimento dos bancos da Zafira

Sistema Flex7 da Chevrolet Zafira

Lá se vão quatro anos desde a despedida da Zafira, mas muita gente tem saudades da minivan. E não é apenas pelo design moderno ou pelo nível de conforto: o modelo tinha um engenhoso sistema de rebatimento da terceira fileira de bancos.

Batizado de Flex7, ele permitia que os bancos fossem completamente escondidos no assoalho do carro, formando uma superfície plana quando os lugares sobressalentes fossem dispensáveis.

A solução poderia ter sido aproveitada na Spin, mas a Chevrolet resolveu instalar um sistema convencional (e mais barato) de rebatimento na sucessora da Zafira, roubando muito espaço do porta-malas.

Porta-objetos debaixo do banco do Ford EcoSport

Porta-objetos debaixo do banco da Fiat Toro

Esconder objetos valiosos dos gatunos é uma das maiores preocupações ao estacionar seu carro em locais públicos ou de grande circulação.

O Ford EcoSport resolveu esse problema a partir de 2003, trazendo um porta-objetos embaixo do banco do passageiro.

Bastava puxar a base do assento para frente e depois para cima para ter acesso a um nicho suficiente para acomodar até uma bolsa.

Os lançamentos mais recentes do grupo FCA (leia-se Jeep Renegade, Fiat Toro e Jeep Compass) também trazem a prática solução.

Lanterna embutida no porta-malas de Peugeot 3008 e Dodge Journey

Lanterna no porta-malas da C4 Picasso

Faça um teste: pergunte a seus amigos quantos deles carregam uma lanterna portátil dentro do porta-luvas.

Como a maioria deles deve dar uma resposta negativa, algumas montadoras instalaram uma lanterna na lateral do porta-malas de modelos como Peugeot 3008 e Dodge Journey/ Fiat Freemont.

Além de servir como luz de cortesia ao abrir a tampa traseira, basta pressioná-la para desencaixar o item do suporte e utilizá-lo para trocar um pneu furado ou simplesmente descarregar o porta-malas, mesmo em ambientes com pouca iluminação.

Porta-copos “refrigerado” do Honda Fit

Honda Fit - porta-copos

Preservar a temperatura de uma bebida gelada era praticamente impossível em um dia de calor.

Diante desse problema, os engenheiros da Honda tiveram uma brilhante ideia durante o desenvolvimento da segunda geração do Fit: por que não colocar um porta-copos em frente à saída de ar-condicionado?

Além de não atrapalhar o fluxo de ar direcionado à cabine, o nicho gela a bebida enquanto o sistema de climatização estiver ativado.

Se o passageiro perdeu a mordomia na terceira geração do Fit, pelo menos o motorista agora pode acomodar latas e garrafas de tamanhos variados, já que é possível regular o diâmetro do porta-copos.

Está sem sede? Não tem problema: o nicho também serve para guardar o celular.

Comandos-satélite atrás do volante de modelos Renault

Comando de Sons do Renault Sandero

Agrupar todos os comandos de som em um mesmo lugar pode não ser a solução mais prática, mas é uma das mais baratas.

A Renault usou a cabeça com o comando satélite atrás do volante dos modelos mais populares de sua linha, como Logan, Sandero e Duster.

Além dos botões de volume, há comandos para mudança de estação de rádio, telefone e seleção da fonte de áudio.

Porta-copos do VW Polo

Porta-copos do VW Polo

Alguns carros novos saem de fábrica com nichos para latas e até garrafas, mas nenhum deles tem uma solução tão eficiente como a do finado VW Polo.

O hatch vendido de 2002 a 2015 tinha um porta-copos escondido no console central, que se abria instantaneamente assim que uma tampa era pressionada.

Além de discreto, o porta-copos era prático, pois podia ser regulado para acomodar copos de diferentes tamanhos.

Carrinho dobrável no porta-malas da C4 Picasso

Carrinho de mão da Citroën C4 Picasso

Descarregar as compras do supermercado é uma tarefa bem menos árdua para os donos da Citroën C4 Picasso. Isso porque a minivan sai de fábrica com um prático carrinho de mão dobrado junto a uma das laterais do porta-malas.

Na hora de tirar as sacolas, bastava abri-lo, levar as sacolas até sua casa e coloca-lo de volta no compartimento após o uso.

O hatch vendido de 2002 a 2015 tinha um porta-copos escondido no console central, que se abria instantaneamente assim que uma tampa era pressionada.

Além de discreto, o porta-copos era prático, pois podia ser regulado para acomodar copos de diferentes tamanhos.

Fundo falso no porta-malas do VW Up!

Porta-malas com fundo falso do VW Up

Armazenar objetos menores no porta-malas é um tormento na maioria dos carros. No entanto, alguns modelos trazem um fundo falso bastante útil para esconder objetos pequenos ou valiosos.

O Volkswagen Up! foi o pioneiro entre os populares com o sistema s.a.v.e, uma bandeja com trilhos que permite ajustar sua posição, criando um fundo falso ou recolhendo-a completamente para abrir mais espaço.

Sistema de rebatimento do banco traseiro do Honda Fit

Sistema de bancos do Honda Fit

Chamado pela marca de ULTRa Seat, o sistema de rebatimento de bancos do Honda Fit prima pela versatilidade.

Fácil de operar, ele permite rebater a fileira de trás (abrindo espaço para acomodar objetos na diagonal, como uma bicicleta), reclinar o banco do passageiro (possibilitando o transporte de objetos longos, como uma prancha de surfe).

Também dá para levantar a base do banco (para levar objetos altos, como um vaso de plantas), ou reclinar os dois bancos dianteiros (criando uma superfície quase plana para descanso).

Cargo box nas laterais da caçamba da RAM

Cargo Box RAM 2500

Não é só o tamanho da RAM 2500 que assusta. Sua gigantesca caçamba mede 1,90 metro de comprimento por 1,3 metro de largura.

Para evitar que objetos menores fiquem indo de um lado para o outro, a marca botou a criatividade para funcionar e criou os RAM Box. São duas caixas com 132 litros cada, presas às laterais da caçamba.

Dentro delas é possível levar objetos de vários tamanhos, como ferramentas e até pequenas compras de supermercado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. flavio gabriel

    Que legal, o ecosport teve seu interior reestilizado igualzinho da TORO.. kkkk

  2. Essa dos bancos do Fit é boa pra viajante/mochileiro motorizado. No Tracker antigo (Grand Vitara II), reclinando os bancos dianteiros – e o apoio dos traseiros – tem-se quase uma cama (pra um cochilo ou uma noite).