Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Rodas que se movem em todas as direções: solução para as balizas?

Baseada no conceito de rodas onidirecionais, tecnologia permite que o carro se mova em qualquer direção

Por Diego Dias Atualizado em 9 Maio 2017, 19h04 - Publicado em 30 jun 2016, 17h19
Veículo de teste se movimenta em todas as direções
Veículo de teste se movimenta em todas as direções reprodução/Youtube

Os motoristas que não se familiarizam com a manobra de baliza podem ficar felizes. Um jovem canadense se baseou no conceito de rodas onidirecionais para desenvolver rodas capazes de se movimentar para todas as direções – e as instalou no seu Toyota Platz, um compacto vendido no começo dos anos 2000 nos Estados Unidos.

As rodas conhecidas como onidirecionais são um velho sonho de consumo da indústria automobilística. Hoje, estão presentes apenas em empilhadeiras e maquinários pesados, como os da marca Vetex. Geralmente, as onirodas são formadas por várias rodas menores, fixadas perpendicularmente (em ângulos de 90°) em relação ao plano da roda maior, permitindo que se movam em todas as direções: frente, trás, lados, diagonal ou até girar em 360 graus.

Uma das diferenças das rodas multidirecionais de William Liddiard (batizadas de Liddiard Wheels) para as onirodas é que elas contam com um revestimento de borracha e materiais encontrados em rodas comuns. Segundo ele, as Liddiard Wheels não demandariam modificações extras no carro para fazê-las funcionar, bem como ter a vantagem de serem instaladas em qualquer tipo de veículo.

Continua após a publicidade

Além disso, as rodas podem ser produzidas em tamanho que variam entre 6 e 40 polegadas, viabilizando o ajuste de offset. O jovem canadense quer patentear a ideia e pretende encontrar um investidor para financiar o desenvolvimento de sua invenção.

Rodas onidirecionais tem desenho incomum
Rodas onidirecionais tem desenho incomum reprodução/Youtube

Vale lembrar que as Liddiard Wheels que aparecem no vídeo ainda são um protótipo e que precisam receber evoluções para, principalmente, serem capazes de rodar em altas velocidades. Por ora, a tecnologia de rodas multidirecionais permite apenas que se estacione o veículo, não seu deslocamento em grandes distâncias.

Para o próprio inventor, essa característica atual torna o sistema inviável, pois tira do automóvel uma das suas principais utilidades: a de transporte para médias e longas distâncias.

Continua após a publicidade

Publicidade