Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Rimac C_Two é o carro mais rápido do mundo mesmo com potência reduzida

Hiperesportivo elétrico de quase 2.000 cv, projeto croata vem cumprindo com aparente folga sua promessa de ser o carro de série mais rápido do mundo

Por Eduardo Passos 1 Maio 2021, 16h05
Rimac C_Two
Enquanto todos olhavam para lugares a oeste, na Croácia vem surgindo, incomparável, o silencioso C_Two Rimac/Divulgação

Nem mesmo o segmento dos hiperesportivos está imune ao protagonismo elétrico. Isso porque, não bastasse o crescimento da quantidade de EVs em geral, o hipercarro elétrico Rimac C_Two cravou recordes surreais de aceleração durante um teste quase recreativo.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Disponível no YouTube, a performance foi obtida pelo próprio fundador da Rimac durante testes casuais em circuito. Numa das filmagens publicadas, o C_Two cumpriu o quarto-de-milha (402,25 m) em inacreditáveis 8,92 segundos, com primeira passagem de 8,94 s. 

Ambos os tempos superam com folga as marcas de atuais campeões como Bugatti Chiron e Porsche 918 Spyder, ao passo que a aceleração de 0 a 60 mph (96 km/h), 2,33 s na melhor rolagem, entra no top-10 mas não vence o 918 Spyder, por exemplo.

Segundo a Rimac, só por enquanto: não bastasse se tratar de um teste casual, com pneus comuns de rua, o C_Two ainda estava com 15% a 10% de sua potência limitada. Dando o melhor de si, o supercarro deverá baixar seu tempo para 1,85 s e, tranquilamente, bater outro recorde.

Os créditos vão principalmente aos quatro motores elétricos dedicados a cada uma das rodas. Para extrair o máximo desse conjunto, há duas caixas de transmissão só para o eixo traseiro e duas transmissões de uma velocidade só para o eixo dianteiro. O resultado são insanos 1914 cv de potência e 235 kgfm de torque (no padrão de medida dos carros a combustão, diga-se).

Que fabricante é essa?

De uma preparadora de garagem, a Rimac se tornou fabricante que tem no C_Two seu segundo e mais desafiador modelo
De uma preparadora de garagem, a Rimac se tornou fabricante que tem no C_Two seu segundo e mais desafiador modelo Rimac/Divulgação

Vencer gigantes como Bugatti, Porsche e Tesla obviamente atraiu holofotes à discreta Rimac, instalada na ainda mais discreta cidade croata de Sveta Nedelja.

Continua após a publicidade

A atenção surgiu como descrença quando a empresa, fundada na garagem de um mecânico amador de 19 anos, começou a almejar títulos e cresceu na apresentação C_Two no Salão de Genebra de 2018. As demonstrações públicas, porém, vêm silenciando cada vez mais céticos.

Rimac C_Two
Além de piloto automático, modelo terá até modo Drift Rimac/Divulgação

Demorou um pouco, mas o modelo vem provando ser mais do que papo publicitário, mesmo com mais a entregar. Além da aceleração brutal, por exemplo, o Rimac C_Two promete uma velocidade máxima de 415 km/h; não bate recordes mas não pode também ser chamada de pouco.

Tudo no carro aspira ser tão provocativo e aparentemente incompatível quanto o protagonismo de hipercarros elétricos
Tudo no carro aspira ser tão provocativo e aparentemente incompatível quanto o protagonismo de hipercarros elétricos Rimac/Divulgação

Custando a metade de um Chiron, o C_Two é proporcionalmente modesto perto da exuberância de seus pares. O projeto evoca a todo instante a estética clássica dos hipercarros, mas sempre com elementos tecnológicos incomuns. Como se tivesse se adiantado aos críticos, a Rimac também promete autonomia 650 km ao modelo e possibilidade de repor 80% da carga em 30 minutos de carregamento.

Não bastasse a eficiência, o C_Two não precisa de combustível aditivado
Não bastasse a eficiência, o C_Two não precisa de combustível aditivado Rimac/Divulgação

Para as ruas, o esportivo com asas de gaivota também conta com sistema de automação veicular superior a referências como o Autopilot da Tesla; 12 sensores de ultrassom, seis radares, oito câmeras e dois radares a laser (Lidar) em cada uma das 150 unidades previstas, garantindo nível 4 de condução autônoma.

O prazo de lançamento do modelo segue flutuante devido à pandemia. É fato, porém, que o C_Two segue em plena homologação ao mesmo tempo que os últimos ajustes são relatados na rede. Houve até mesmo test drive do protótipo feito por Nico Rosberg, campeão de Fórmula 1.

As entregas estão previstas, no momento, para começarem no final de 2021. Até lá não se assuste com novos recordes sendo quebrados pelo croata apressado.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas Abril

Continua após a publicidade
Publicidade