Quarenta anos depois, Ferrari vai reviver o mito Dino

Novo esportivo, que chega no final de 2017, terá motor V6 capaz de desenvolver mais de 500 cv

A mula da nova Dino foi feita com a carroceria da Ferrari 458 A mula da nova Dino foi feita com a carroceria da Ferrari 458

A mula da nova Dino foi feita com a carroceria da Ferrari 458  (/)

A Ferrari está prestes a relançar o nome Dino, que existiu entre os anos de 1960 e 1970, a bordo de um novo modelo. Assim como as Dino de antigamente, o novo superesportivo terá preço mais baixo que a Ferrari, mas não necessariamente barato, e igualmente desejável. Estima-se que a nova Dino custaria, no Brasil, cerca de R$ 1,6 milhão, enquanto a Ferrari 488 sai por R$ 2,5 milhões. Além do nome, esse modelo vai reeditar também os motores V6, que as Dino traziam no passado. Essa é uma forma de a Ferrari demonstrar preocupação com o meio ambiente – na prática, também uma forma de abaixar a taxa média das emissões globais de sua linha.

A prova desse lançamento, que deve ocorrer no final de 2017, como linha 2018, são as fotos feitas pelo leitor Davi Andraski. Ele mora na Itália e fez o flagrante quando andava de bicicleta nas imediações da fábrica da Ferrari, em Maranello. Ele clicou uma mula da Dino, que era basicamente uma Ferrari 458 Itália, com duas grandes aberturas nas laterais, imediatamente após as portas. Segundo apuramos, a Dino terá motor central – daí as aberturas nessa posição. E esse motor deve ser o mesmo V6 que equipa a nova Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, com modificações.

Entradas de ar laterais revelam a presença do motor V6 central Entradas de ar laterais revelam a presença do motor V6 central

Entradas de ar laterais revelam a presença do motor V6 central  (/)

Esse motor foi desenvolvido pela Ferrari para a Alfa e pode equipar ainda um Maserati, no futuro, uma vez que essas três marcas premium integram o portfólio do grupo FCA. Estima-se que a potência nessa nova aplicação dique acima dos a 500 cv, sendo capaz de levar o esportivo a acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 3,5 segundos e à velocidade máxima de 320 km/h.Entre as novidades tecnológicas que vão permitir reduzir as emissões, o V6 deverá apresentar novidades como um turbo com acionamento elétrico (o que elimina a inércia, ou o chamado turbo lag) e sistema de desativação de cilindros (uma das bancadas poderia ser inteiramente desativada nas situações de baixa carga).

Dino, modelo 1971, automóvel da da Ferrari Dino 1971: acelerava de 0 a 100 km/h em 8 segundos

Dino 1971: acelerava de 0 a 100 km/h em 8 segundos  (/)

A marca Dino surgiu como uma homenagem do comendador Enzo Ferrari a seu filho Alfredo Ferrari (1932-1956), mais conhecido como Dino, vítima de distrofia muscular. A Ferrari lançou a Dino em 1968, com o modelo 206 GT, que tinha design Pininfarina e era equipado com motor V6 2.0, de 180 cv. Um ano depois, chegou uma nova motorização 2.4 de 195 cv. Esse carro foi produzido até 1973. Em 1974, a segunda geração era bastante diferente. Nas versões 208 e 308GT4, apresentava carroceria do tipo 2+2, desenhada pelo estúdio Bertone, e motores 2.0 e 3.0 V8. Foi produzida até 1980.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s