Clique e assine por apenas 8,90/mês

Platinum: um Etios menos feio – mas mais caro

Versão top de linha nas carrocerias hatch e sedã ganha design exclusivo e parte de R$ 64.510

Por Redação - Atualizado em 23 nov 2016, 21h26 - Publicado em 2 ago 2016, 19h29
Toyota Etios Platinum
Por enquanto, a nova frente só será vista na nova versão topo de linha

Aos poucos, a Toyota procura atenuar a característica mais polêmica da linha Etios: o design (interno e externo). Por dentro, uma boa solução foi encontrada com o novo painel digital, que continua em posição central, mas com novos recursos configuráveis.

Por fora, a novidade acaba de ser apresentada: um facelift que inclui novos para-choques dianteiros e traseiros, acompanhados de uma grade também modificada, além de um discreto aerofólio traseiro no caso do sedã. O visual, porém, será exclusivo da versão Platinum, que chega para ocupar o topo da gama tanto nas carrocerias hatch como sedã.

Toyota Etios Platinum
Sedã ganhou um aerofólio na traseira

O facelift foi desenvolido pela engenharia brasileira em parceria com designers japoneses. Por enquanto, não há previsão de que o novo design se estenda às outras versões.

Toyota Etios Platinum
Detalhe da nova dianteira, com para-choques e grade remodeladas

A série Platinum também traz rodas de liga leve aro 15, saias laterais exclusivas, lanternas traseiras com máscara negra, retrovisores com repetidores dos piscas e sensor de estacionamento na cor do carro.

Toyota Etios Platinum
Lanternas com máscara negra e sensor de estacionamento na cor do veículo

O interior reúne o que já havia sido apresentado anteriormente na linha 2016 do Etios, com destaque para o novo painel TFT, revestimento dos bancos mesclando couro e material sintético, cruise control, sistema de fixação Isofix e sistema multimídia Toyota Play com DVD, GPS, TV digital e câmera de ré.

Toyota Etios Platinum
O recente painel digital configurável e a central multimídia: itens de série

A configuração mecânica da Platinum é formada pelo motor 1.5 16V com 107 cv e 14,7 mkgf (com etanol), acoplado ao câmbio automático de quatro marchas – não há opção de câmbio manual.

O preço de tudo isso, porém, será elevado. O hatch será tabelado em R$ 64.510, enquanto o sedã sairá por R$ 68.120. Como referência, a versão XLS 1.5 hatch automático custa R$ 60.310, enquanto o XLS 1.5 sedã automático parte de R$ 64.310.

Continua após a publicidade
Publicidade