Placa Mercosul em SP é vendida até 55% mais cara que tabela do Detran

Departamento sugere valor de R$ 138,24 para placas duplas e R$ 114,68 para as únicas no novo padrão. O difícil é as empresas seguirem a tabela...

 (Governo do Piauí/Reprodução)

As placas com padrão Mercosul tornaram-se obrigatórias em todo o Brasil desde a última sexta-feira (31) – quer dizer, exceto em cinco estados, AL, MT, MG, SE e TO, que pediram prorrogação até 17 de fevereiro a fim de finalizar a transição.

Agora, todos os veículos novos, que mudam de categoria ou que precisam ter a placa substituída por dano, furto ou extravio, deverão ser equipados com o novo formato.

O modelo entrou em vigor depois de longa espera para a sua efetivação, mas se engana quem acredita que os problemas foram sanados.

QUATRO RODAS entrou em contato com as estampadoras licenciadas pelo Detran de São Paulo, estado detentor da maior frota do país, para saber qual o valor de venda da placa Mercosul, para motos e também para carros.

Resultado? A nova placa está sendo vendida (bem) acima da tabela indicado pelo Detran-SP.

De acordo com o departamento, “os valores máximos finais” para implantação sugeridos ao fornecedor e ao consumidor são de R$ 138,24 para carros – e outros veículos que necessitam de duas placas – e de R$ 114,86 para motocicletas – ou outros veículos que necessitam de apenas uma placa.

Entretanto, quatro estampadoras consultadas por nossa reportagem vendem as placas duplas a preços em média 53% mais caros.

As mais caras, em duas das empresas buscadas, estavam à venda por R$ 215, 55,5% acima da tabela. Outra oferecia as peças a R$ 210, diferença de 52%. A mais barata custava R$ 205, acréscimo de 48,4%.

Já as placas únicas são vendidas com ágio menor, de até 4,47%, chegando a R$ 120. Outro ponto curioso é que em uma das empresas procuradas ofereceu a nova placa com… desconto de 4,23%, ficando em R$ 110.

Entramos em contato com o Detran-SP, mas até o fechamento desta reportagem não obtivemos um posicionamento.

Processo de emplacamento

Além da placa, o processo de emplacamento também é novo. Antes de ser adotado o padrão Mercosul, os Detran eram responsáveis pela instalação.

Agora, as próprias estampadoras realizam o procedimento. Com o novo documento do veículo em mãos e pagando a taxa cobrada, o proprietário precisa esperar cerca de dois dias para que fique pronta.

Depois disso, é só levar o veículo até a sede da empresa responsável pela produção da placa e realizar o emplacamento.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s