Clique e assine por apenas 8,90/mês

Flagra: novo Peugeot 208 elétrico roda limpo com mais torque que Polo GTS

Nova geração será trazida da Argentina em versões a combustão, mas configuração 100% elétrica, feita apenas não Europa, não tem previsão de ser lançada

Por Leonardo Felix - Atualizado em 28 fev 2020, 10h06 - Publicado em 7 fev 2020, 15h40
Novo Peugeot e-208 roda em testes para verificar comportamento em clima tropical André Leite do Val/Quatro Rodas

O grupo PSA já não esconde que o lançamento da segunda geração do Peugeot 208 ocorrerá no Brasil nos próximos meses, provavelmente entre março e abril.

A produção será em El Palomar, Argentina, de onde também sairá a partir de 2021 a próxima geração do SUV 2008, com quem o hatch compacto compartilhará a plataforma modular global CMP.

O que a fabricante francesa ainda vinha tentando guardar a sete chaves, mas QUATRO RODAS descobriu graças às imagens captadas pelo leitor André Leite do Val, é que a configuração elétrica e-208 também vem sendo testada no país.

Ele flagrou um protótipo do novo 208 elétrico estacionado em um posto de serviço na rodovia presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, na altura do município de Piraí (RJ), perto da fábrica da PSA em Porto Real (mesmo estado).

Continua após a publicidade
Protótipo estava sendo recarregado no momento do flagra André Leite do Val/Quatro Rodas

A unidade, inclusive, estava sendo recarregada no momento do flagra. “Eles colocaram uma capa para esconder a recarga e infelizmente não consegui pegar o conector plugado ao carro”, contou o leitor.

As fotos deixam claro como a presença do protótipo chamou a atenção de quem estava no local, e não apenas por ser elétrico. O design do novo 208 parece ser um de seus trunfos mais promissores.

Procurada, a assessoria do grupo PSA jogou um balde de água fria ao afirmar que “faz parte da estratégia global testar novos modelos em diferentes tipos de clima, inclusive o tropical”, mas que não há previsão, por enquanto, para o e-208 ser vendido no Brasil.

Entretanto, QUATRO RODAS entende que há planos, sim, para lançar o e-208 no Brasil. Caso o elétrico chegue mesmo ao nosso mercado, não virá da Argentina, mas sim da Europa, devido ao baixo volume de vendas.

Continua após a publicidade
Nova geração do 208 será vendida com motores Divulgação/Peugeot

A configuração traz um conjunto de baterias de 50 kWh, equivalente a 220 litros de volume, posicionado no assoalho. Ainda assim, a capacidade do porta-malas é de 265 litros, 20 a menos do que as versões convencionais.

A recarga rápida de 80% da energia pode ser feita em meia hora num carregador público de até 100 kW. Num wall box, ela ocorre em 5 horas e 15 minutos (trifásico de 11 kW) ou 8 horas (monofase de 7,4 kW). Já em tomada convencional de 220 Voltas, passa de 12 horas.

Seu motor rende 136 cv e 26,5 mkgf, mais torque do que os 25,5 mkgf do esportivo VW Polo GTS. A autonomia declarada é de 340 km no ciclo WLTP (global) ou 450 km no NEDC (europeu).

No Brasil, o novo 208 deve ser vendido com duas variações do mesmo motor 1.2 PureTech três-cilindros 12V flex. A primeira, aspirada, tem 90 cv e virá sempre aliada a câmbio manual. A segunda, turbinada, renderá cerca de 130 cv e terá injeção direta de combustível.

Continua após a publicidade

Publicidade