Clique e assine com até 75% de desconto

Novo Peugeot 208 é tão caro frente a Onix, HB20, Polo, Yaris e Nivus?

Segunda geração do hatch francês chega em quatro versões a combustão com preços que variam dos R$ 74.990 aos R$ 94.990; veja comparativo com rivais

Por Daniel Telles Atualizado em 11 set 2020, 13h51 - Publicado em 9 set 2020, 07h01
Fernando Pires/Quatro Rodas

A segunda geração do Peugeot 208 acabou de ser lançada no Brasil com a missão de repetir o sucesso que o 206 conseguiu no início dos anos 2000.

O modelo chega com design arrojado, interior tecnológico – pelo menos na versão topo de linha – e aposta no mesmo motor 1.6 de 118/115 cv e 15,5/15,4 kgfm da geração anterior, sempre combinado ao câmbio automático de seis marchas.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Haverá ainda uma versão puramente elétrica capaz de render 136 cv e 26,5 kgfm, mas esta começará a ser entregue somente em 2021.

Fernando Pires/Quatro Rodas

Falando em preços, o novo 208 com motor a combustão chega em quatro versões:

  • Peugeot 208 Active – R$ 74.990
  • Peugeot 208 Active Pack – R$ 82.490
  • Peugeot 208 Allure – R$ 89.490
  • Peugeot 208 Griffe – R$ 94.990

De acordo com a Peugeot, os alvos do seu compacto são apenas os Toyota Yaris e Volkswagen Polo e dois terços das vendas do lançamento serão das versões Allure e Griffe, pelo menos nos primeiros meses de vendas.

No entanto, é difícil não considerar concorrentes os líderes de segmento de hatches compactos, Chevrolet Onix e Hyundai HB20, e o novo VW Nivus, SUV cupê que tem preços parecidos com os do hatch franco-argentino e também forte apelo ao design.

QUATRO RODAS decidiu então tirar a limpo as motorizações, dimensões e itens de série dos cinco rivais. Para deixar a equiparação justa, comparamos as versões com preços mais próximos.

Peugeot 208 Active x Chevrolet Onix LTZ Turbo AT x Hyundai HB20 Diamond x VW Polo Comfortline

Por R$ 74.990 a versão de entrada do Peugeot 208 é completa. Tem luzes diurnas de leds, controles de estabilidade e tração, piloto automático, computador de bordo, chave canivete, alarme, ar-condicionado digital, direção elétrica com ajuste de altura e profundidade, assistente de partida em rampa e central multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e Carplay.

Quanto as dimensões, são 4,05 metros de comprimento; 1,74 m de largura; 1,43 de altura e 2,54 m de entre-eixos. O tanque suporta 47 l de combustível e o porta-malas tem 265 l.

Ocorre que o Chevrolet Onix LTZ Turbo AT, equipado com o motor 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm e câmbio automático de seis marchas, entrega ainda mais itens por R$ 73.090.

O modelo sai de fábrica com todos os itens do francês, mais dois airbags extras (seis no total), além de chave presencial, câmera de ré, carregador de celular sem fio e central multimídia com wi-fi nativo.

Nas dimensões, o GM é mais estreito e tem tanque de combustível menor, mas seu porta-malas tem 10 litros a mais de volume. São 4,16 m de comprimento; 1,75 m de largura; 1,47 m de altura; 2,55 m de entre-eixos; tanque de 44 l e porta-malas de 275 l.

Por sua vez, o Hyundai HB20 Diamond sai por R$ 73.590 e entrega praticamente os mesmos itens que o Peugeot. As exceções são a chave presencial e câmera de ré, de série no sul-coreano, sem esquecer claro do motor 1.0 turbo de 120 cv e 17,5 kgfm do HB20.

O porta-malas é outro destaque do Hyundai, com 300 l ante os 265 l do 208. No mais, são 3,94 m de comprimento; 1,72 m de largura; 1,47 m de altura; 2,53 m de entre-eixos e tanque de gasolina de 50 litros.

Por fim, o Volkswagen Polo Comfortline – mais caro dos quatro, por R$ 77.990 – tem uma lista de série mais enxuta, com a central multimídia Composition Touch – a mais antiga entre as quatro.

O que pode contar a favor é o motor 1.0 TSI de 128/116 cv e 20,4 kgfm, acoplado ao câmbio automático de seis marchas.

Nas dimensões, o modelo conta com 4,06 m de comprimento, 1,75 m de largura; 1,47 m de altura e 2,56 m de entre-eixos, além do porta-malas de 300 l e tanque de 52 l.

 Peugeot 208 Active Pack x Chevrolet Onix Premier II x Hyundai HB20 Diamond Plus

Continua após a publicidade

A versão intermediária do 208,  Active Pack, adiciona apenas teto-solar panorâmico e câmera de ré e cobra R$ 7.500 a mais por isso, sendo vendida, portanto, a R$ 82.490.

  • É verdade que o Chevrolet Onix Premier II não traz teto-solar nem sequer como opcional. Entretanto, a versão topo de linha tem alerta de ponto cego, assistente de estacionamento automático e bancos revestidos de couro, além da central multimídia My Link com wi-fi nativo.

    Divulgação/Arte/Quatro Rodas

    Tudo isso cobrando R$ 80.290 – R$ 2.200 a menos que o 208.

    Já o Hyundai HB20 Diamond Plus tem etiqueta fixada em R$ 77.990 e oferece de série frenagem autônoma de emergência, alerta de permanência em faixa (é o carro mais barato do Brasil com estes equipamentos) e monitoramento de pressão nos pneus.

    Peugeot 208 Allure x Toyota Yaris XLS x VW Polo Highline

    Fernando Pires/Quatro Rodas

    Por R$ 89.490, a versão Allure do Peugeot 208 adiciona a sua cesta rodas de liga leve aro 16 diamantadas, seis airbags no total, painel de instrumentos digital 3D, partida por botão e carregador de celular por indução.

    Um de seus rivais, o Toyota Yaris XLS, é vendido por R$ 89.990 e sai de fábrica com o motor 1.5 de 110/115 cv e 14,9/14,3 kgfm, acoplado sempre ao câmbio CVT de sete marchas simuladas.

    Entre os itens de série, o hatch japonês traz sete airbags, sensor de chuva, teto solar, luzes de posição e lanternas em led.

    Mas na comparação com o 208, o Yaris traz apenas computador de bordo e não o painel digital. O volante também tem apenas regulagem de altura, ficando devendo a de profundidade.

    Toyota Yaris
    Volante multifuncional é item de série Christian Castanho/Quatro Rodas

    O quesito dimensões, no entanto, pode ser defendido pelo Toyota. Isso por que são 310 litros de porta-malas, 45 l a mais que o do rival novato.

    No mais, são 4,14 m de comprimento; 1,49 m de altura;  1,73 m de largura; 2,55 m de entre-eixos e 45 l de volume do tanque de combustível.

    VW Polo 2018
    Divulgação/Volkswagen

    Entre os três, o mais caro é o VW Polo Highline – R$ 90.690. Para explicar o alto preço, o modelo entrega de série rodas de liga leve 17 polegadas, painel 100% digital, detector de fadiga, indicador de pressão dos pneus, sensor de chuva e crepuscular e sistema de comandos por voz.

    Mas, não oferece teto solar, que vem de série nos dois concorrentes.

    Peugeot 208 Griffe x VW Nivus Highline

    O preço da versão topo de linha do Peugeot 208 pode assustar e, de fato, não é comum se pagar R$ 94.990 por um hatch… com motor 1.6 aspirado.

    Entretanto, a lista de equipamentos é das mais recheadas. O 208 Griffe adiciona luzes diurnas de leds, faróis full-led com ajuste de altura automático em tempo real, retrovisores e aerofólio pintados de preto, alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, farol alto automático, reconhecimento de placas de velocidade, detector de fadiga, alerta e correção de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, e câmera de ré com visão 180º.

    Fernando Pires/Quatro Rodas

    Apesar de não participar do mesmo segmento, o VW Nivus Highline pinta como um dos possíveis concorrentes desta versão.

    O SUV cupê alemão é vendido por R$ 98.290 em sua versão de topo e tem o mesmo conjunto motor-câmbio do Polo, com quem também divide plataforma.

    Quem vê assim nem pensa que o Nivus tem muito do Polo Fernando Pires/Quatro Rodas

    Entre os itens de série, o Nivus também tem frenagem autônoma de emergência, painel 100% digital, sensor de chuva e crepuscular, acendimento automático dos faróis full-led, sensor de fadiga, mas não oferece reconhecimento de placas de velocidade e correção de permanência em faixa, por exemplo.

    Nivus tem painel de Polo, mas com volante herdado do Golf, sem suporte para celulares e com larga faixa em preto brilhante Fernando Pires/Quatro Rodas

    A central do Nivus, VW Play , no entanto é mais moderna: tem 10,1 polegadas e aplicativos nativos, além de ter acesso a internet roteada de smartphones.

    Outro aspecto que pode pesar a favor (ou contra) o Nivus é seu tamanho. São 4,27 m de comprimento;  1,76 m de largura; 1,49 m de altura; 2,56 m de entre-eixos e 17,6 cm de altura livre do solo; além do porta-malas de 415 l e tanque de 52 l.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Fernando Pires/Quatro Rodas

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade