Paraná será primeiro estado no Brasil a isentar imposto de carro elétrico

Projeto de lei pretende incentivar maior uso e produção de veículos elétricos no estado; projeto para isenção do ICMS também é discutido

Principal objetivo da lei é incentivar a utilização de veículos elétricos

Principal objetivo da lei é incentivar a utilização de veículos elétricos (Prefeitura de Curitiba/Divulgação)

Estado onde está localizada a cidade mais inteligente no Brasil, Curitiba, o Paraná quer ser o primeiro estado brasileiro a incentivar produção e uso de veículos elétricos com leis que isentam impostos e taxas.

O anúncio foi feito durante o Smart City Expo, evento de mobilidade realizado na semana passada na cidade.

Para tanto, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, assinou um projeto de lei que propõe zerar a alíquota de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) de veículos elétricos, que hoje é de 3,5% no estado.

O objetivo é tornar esta tecnologia mais acessível à população. Com a lei em vigor, o Paraná se tornará o primeiro estado brasileiro a conceder incentivo fiscal para aquisição de veículos elétricos.

Além disso, Ratinho Junior apresentará uma proposta de convênio ao Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) para que o estado também isente o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na aquisição desse tipo de veículo.

Segundo o governador, a ideia é diminuir o uso de automóveis movidos à combustão, que são mais poluentes. “A busca de soluções sustentáveis é uma realidade com o uso de carros que poluem menos”, declarou.

Visando o futuro

Empresa é responsável pela eletrovia do estado

Empresa é responsável pela eletrovia do estado (Copel/Divulgação)

Para suprir as demandas de um maior fluxo de carros elétricos nas ruas, o estado do Paraná já tem, ao menos, uma eletrovia, inaugurada em março do ano passo pela Copel (Companhia Paranaense de Energia).

São oito eletropostos na BR-277, que ligam Paranaguá, no Litoral, a Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado.

A companhia também apresentou projetos a serem desenvolvidos para recargas dos carros elétricos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Sergio Silva

    Difícil vai ser convencer os demais governadores a abrir mão do ICMS, toda hora querem criar mais taxas, impostos e contribuições, é uma ganância sem fim.